Leia também:
X “Inspirou jovens”, declara Boris Johnson sobre o príncipe Philip

A 100 dias da Olimpíada, Japão reforça medidas contra a Covid

Governo confirmou 537 novos casos da doença, um número superior à média local

Pleno.News - 09/04/2021 11h03 | atualizado em 09/04/2021 11h13

Distrito de Sugamo, em Tóquio Foto: EFE/Franck Robichon

O governo do Japão autorizou, nesta sexta-feira (9), que as cidades de Tóquio, Kyoto e Okinawa adotem medidas mais rígidas de combate à Covid-19. A decisão foi tomada em meio a um novo aumento de casos da doença, menos de três semanas depois do fim do estado de emergência contra o novo Coronavírus e pouco mais de 100 dias antes do início dos Jogos Olímpicos.

– Hoje [sexta-feira], decidimos tomar medidas intensivas para prevenir uma epidemia em Tóquio, Kyoto e Okinawa – declarou o primeiro ministro Yoshihide Suga, após uma reunião de ministros e funcionários do governo.

– Tomamos essa decisão porque o número de infecções aumenta e tememos que o sistema médico fique sob pressão nessas regiões – acrescentou.

Adiados por um ano devido à pandemia do novo Coronavírus, os Jogos Olímpicos de Tóquio-2020 começarão no dia 23 de julho deste ano na capital japonesa, onde o número de contágios havia caído. No entanto, os casos voltaram a aumentar desde a suspensão das restrições, em 21 de março.

As novas medidas (menos severas que os rígidos confinamentos impostos em outros países) preveem o fechamento de restaurantes e bares às 20 horas, sob pena de multas.

A cidade de Osaka (na região oeste do Japão) decretou medidas especiais, após o aumento de casos de Covid-19, e cancelou o revezamento da tocha olímpica nas vias públicas de todo departamento.

A partir desta segunda-feira (12) e até o dia 11 de maio, grande parte de Tóquio estará sujeita a novas medidas restritivas semelhantes ao estado de emergência anterior, mas que permitirão concentrar mais facilmente as atenções em surtos infecciosos, segundo as autoridades.

– Para administrar a crise, pedi que medidas especiais fossem aplicadas em Tóquio. É urgente que adotemos mais medidas e mais fortes, como a redução do fluxo de pessoas entre as grandes cidades, porque, senão, vamos assistir a uma propagação dos contágios – disse a governadora da cidade, Yuriko Koike.

Apesar de várias ondas de infecção, o Japão tem sido relativamente pouco afetado pelo novo Coronavírus (em comparação a outros países), com cerca de 9.300 mortos oficialmente desde janeiro de 2020.

Agora, porém, os centros urbanos estão passando por um aumento nos casos de Covid-19, e os profissionais de saúde relatam uma pressão crescente sobre os hospitais. Os médicos também alertaram sobre a rápida disseminação das variantes do vírus.

*Estadão

Leia também1 Coreia do Norte não participará dos Jogos Olímpicos de Tóquio
2 Olimpíada não terá participação de voluntários estrangeiros
3 Japão proíbe público estrangeiro nas Olimpíadas de Tóquio
4 Velocista diz que prefere perder Jogos Olímpicos a ser vacinado
5 Morre o príncipe Philip, marido da Rainha Elizabeth, aos 99 anos

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.