Leia também:
X Fátima se ausentará do Encontro em outubro, diz colunista

Urach diz que não gosta mais de igrejas: ‘Não passam de um CNPJ’

Modelo criticou instituições religiosas

Pierre Borges - 28/09/2021 16h16 | atualizado em 14/10/2021 13h29

Andressa Urach
Andressa Urach Foto: Reprodução/Record TV/A Fazenda

Nesta terça-feira (28), Andressa Urach agradeceu, por meio das redes sociais, mensagens carinhosas de pessoas que dizem orar por ela, mas criticou as igrejas.

Por meio de um stories, ela afirmou: “Eu recebo muitas mensagens carinhosas de pessoas que oram por mim e agradeço. Mas uma coisa aprendi: Não precisamos de igreja para buscar a Deus. Fecha a porta do teu quarto e fala com Ele. Abre a Bíblia, e Ele te responde”.

Ela ainda disse que já visitou algumas igrejas e comentou suas experiências: “Até achei boas algumas [igrejas], mas sinceramente? Não gosto mais de igrejas. Pra mim, elas não passam de um CNPJ”.

Na última semana, Urach disse sentir “muita raiva” da Igreja Universal do Reino de Deus (IURD), instituição da qual ela foi membro durante 6 anos. Ela escreveu: “Minha maior decepção é ver que não estão nem aí para a minha alma. A verdade é que eu fiquei internada oito dias em um hospital psiquiátrico, porque quase cometi suicídio e quase tirei meu neném. Se algo acontecer comigo, saiba, bispo Macedo, que o senhor vai se ver com Deus pelo que fez comigo”.

Urach chegou a compartilhar prints das mensagens que enviou para o dono da Record TV, pedindo que ele devolvesse os R$ 2 milhões que ela deu à IURD.

Leia também1 General destaca resistência de Bolsonaro: 'Mil dias de pancada'
2 Fátima se ausentará do Encontro em outubro, diz colunista
3 Homem é internado em clínica psiquiátrica após ovada em Macron
4 Petrobras aumenta em R$ 0,25 o preço do diesel nas refinarias
5 Ex-ministro Delfim Netto diz que assinaria novamente o AI-5

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.