Leia também:
X Superman dos anos 90 reprova versão bissexual do herói

Troca de cadeiras! Globo e Grupo Globo mudarão chefões em 2022

Empresas terão mudanças na presidência a partir de fevereiro do próximo ano

Paulo Moura - 14/10/2021 13h50 | atualizado em 14/10/2021 14h43

Grupo Globo terá troca de comando Foto: Reprodução/Google Maps

Na manhã desta quinta-feira (14), o Grupo Globo anunciou mudanças nos comandos das empresas do conglomerado de comunicação a partir do próximo ano. De acordo com nota publicada em seus veículos, tanto o Grupo Globo quanto a Globo “terão novas lideranças” a partir do dia 1° de fevereiro de 2022, com a troca de presidência das duas empresas.

João Roberto Marinho, que é o atual presidente do Conselho de Administração do Grupo Globo, assumirá a presidência do Grupo Globo, enquanto Paulo Marinho, hoje diretor de Canais da Globo, comandará a Globo. Ambos substituirão Jorge Nóbrega, presidente executivo tanto do Grupo Globo quanto da Globo. Segundo o comunicado da empresa, a companhia passará por um processo de transição até a troca de comando.

– Durante os próximos três meses, Jorge Nóbrega e Paulo Marinho conduzirão juntos o processo de transição na Globo. A substituição, planejada já há algum tempo, faz parte da jornada de profunda transformação digital da empresa, que foi iniciada por Nóbrega em setembro de 2018 e que estará a cargo de Paulo Marinho a partir do ano que vem – diz o comunicado.

Jorge Nóbrega havia assumido a presidência do Grupo Globo em 2017, sendo o primeiro presidente a não fazer parte da família Marinho. Com a sua saída, João Roberto Marinho passará a estar à frente do Conselho de Administração e também do Grupo Globo, formado pela Globo, pela Editora Globo, pelo Sistema Globo de Rádio, pela Globo Ventures e pela Fundação Roberto Marinho.

Nóbrega, por sua vez, não deixará a empresa, mas continuará a integrar o Conselho de Administração do Grupo Globo, que, presidido por João Roberto Marinho, é composto por Roberto Irineu Marinho e José Roberto Marinho, como vice-presidentes, e por Paulo Marinho, Roberto Marinho Neto e Alberto Pecegueiro, como conselheiros.

João Roberto Marinho seguirá também no comando do Conselho Editorial, responsável por discutir e propor orientação e alinhamento em questões editoriais, e do Comitê Institucional, que tem o papel de acompanhar e propor linhas de atuação para as relações institucionais do Grupo Globo.

Leia também1 Internautas pedem que Amapá não reeleja Davi Alcolumbre
2 Daciolo revela que se converteu após uma crise de diarreia
3 Papa diz que aborto é homicídio: "Não é lícito ser cúmplice"
4 OMS: Descoberta da origem da Covid poderá ter 'última chance'
5 Jair Bolsonaro promete novidade sobre tratamento precoce

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.