Leia também:
X Sindicato dos Artistas nega registro para Juliette, ex-BBB

Sikêra Jr. processa apresentador do Brasil Urgente

Pedido de indenização é de R$ 44 mil por danos morais

Pierre Borges - 23/09/2021 15h48 | atualizado em 23/09/2021 17h11

Sikera Junior e Jacson Damasceno
Sikêra Jr. e Jacson Damasceno Foto: Reprodução/Rede TV! e Reprodução/Band

O jornalista Sikêra Jr. moveu um processo contra Jacson Damasceno, apresentador do programa Brasil Urgente do Rio Grande do Norte. Após declarações de Sikêra contra a comunidade LGBT, Jacson utilizou o espaço do programa, na Band, para criticar Sikêra.

O apresentador da Rede TV! pede que seja indenizado em R$ 44 mil por danos morais, “em decorrência das informações inverídicas e desrespeitosas divulgadas pelo requerido através de programa televisivo, rede social em âmbito mundial, com acusações inverídicas e exposição do nome do autor, de forma a ridicularizá-lo e agredi-lo moralmente com tais afirmações a seu respeito”.

Durante o programa, Jacson questionou o que Sikêra trouxe de construtivo para o Brasil “com suas palhaçadas” e chegou a indagar quem era o apresentador em comparação a Paulo Gustavo, Joãozinho Trinta, Clodovil, Cássia Eller, Renato Russo, Cazuza “e tantos outros gays e lésbicas que orgulham e honram esse país”.

– A sexualidade da pessoa não [a] diferencia em nada; não a diminui em nada. Quem é você pra dizer que uma pessoa é um desgraçado, filho do cão? Quem é você, Sikêra Jr.? Se enxergue rapaz. Você é um “coroão” velho. Se enxergue, se coloque no seu lugar. Respeite seus cabelos brancos. Pregue alguma coisa que preste nesse país – disse o apresentador da Band.

Além da indenização, Sikêra exige que Jacson se retrate por dois dias em seu programa de TV. A retratação também deve ser publicada no site e nas redes sociais da emissora juntamente com a decisão judicial e um vídeo gravado pelo advogado de Sikêra.

O envio de um ofício à comissão de ética da Associação Brasileira de Imprensa (ABI), para apurar infração disciplinar contra o apresentador da Band, também está entre os pedidos da defesa.

A FALA DE SIKÊRA
A fala de Jacson foi uma reação a uma polêmica fala de Sikêra durante o programa Alerta Nacional. No dia 25 de junho, ao comentar propaganda do Burger King envolvendo crianças e a pauta LGBT, o apresentador chamou a comunidade de “raça desgraçada”.

– Vocês são nojentos. A gente está calado, engolindo essa raça desgraçada, mas vai chegar um momento [em] que vamos ter que fazer um barulho maior. Deixa a criança crescer, brincar, descobrir por ela mesma. O comercial é podre, nojento. Isso não é conversa para criança – afirmou Sikêra.

Na ocasião, a fala foi muito comentada e rendeu ao apresentador processos e cancelamentos de patrocinadores. Após a repercussão, Sikêra pediu perdão e disse que se excedeu “no calor do comentário”, mas acrescentou:

– Não posso me calar quando vejo crianças sendo usadas como peças publicitárias para venderem ideologias. Elas precisam brincar, estudar e ser crianças.

Leia também1 Janaina: Se Prevent quebrar, idosos entrarão na fila do SUS
2 De roupas a videogames, saiba o que será leiloado pelos Correios
3 Delegado fará delação premiada caso seja preso: "Sei tanta coisa"
4 Justiça libera R$ 1,4 bilhão em pagamentos atrasados do INSS
5 Alcolumbre deve 'segurar' mais a sabatina de Mendonça, diz site

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.