Leia também:
X Whindersson Nunes vai dublar Jackie Chan em novo filme

Sikêra aparece em matéria da Globo e ironiza: “Que honra. Obrigado, Bonner”

Emissora repercutiu participação de Flávio Bolsonaro no Alerta Nacional

Gabriela Doria - 23/09/2020 12h42 | atualizado em 23/09/2020 13h01

Flavio Bolsonaro foi convidado de Sikêra Jr no Alerta Nacional Foto: Reprodução

Sempre polêmico, o apresentador Sikêra Jr, do Alerta Nacional, ironizou a TV Globo após a emissora divulgar a participação do senador Flavio Bolsonaro no noticiário popular da RedeTV!. Em tom irônico, ele alfinetou a concorrente ao vivo.

– Deixa eu agradecer à família Marinho. Eu fui destaque ontem na Globo! Nunca me imaginei na minha vida no Jornal Nacional! Muito obrigado ao Bonner. Que honra! – disse Sikêra Jr.

A participação de Flavio no Alerta Nacional, que também contou com a presença de Eduardo Bolsonaro, aconteceu nesta segunda-feira (21), no mesmo dia em que estava marcada uma acareação, no Rio de Janeiro, entre o senador e o empresário Paulo Marinho, que é seu suplente em Brasília.

Os dois iriam se encontrar na sede do Ministério Público Federal para esclarecer a acusação de Marinho de que Flavio recebeu informação privilegiada de um delegado da Polícia Federal sobre a Operação Furna da Onça, em 2018.

O procurador da República Eduardo Benones, do Ministério Público Federal do Rio de Janeiro, enviou uma representação à Procuradoria-Geral da República para que investigue Flavio Bolsonaro pelo crime de desobediência. Benones acredita que a ausência foi uma forma do senador atrapalhar as investigações.

O procurador Augusto Aras irá decidir se abre a investigação ou não.

Em nota, Flavio Bolsonaro alegou que “ausência no ato de hoje se deveu a compromissos da sua agenda oficial, que o fizeram estar no Amazonas” e que a “possibilidade foi levantada há cerca de um mês, por escrito, diretamente ao MPF, que não quis alterar a data apesar de expressa disposição legal”

A defesa do parlamentar considerou ainda que “é lamentável sob vários aspectos” a tese de desobediência.

– Nem o procurador da República poderia dar ordem ao Senador e nem essa ‘ordem’ seria legal, pelo que constituiria uma impropriedade técnica com poucos precedentes na história do Judiciário Fluminense – afirmou.

Leia também1 Acareação: Flavio Bolsonaro não foi devido a compromissos
2 Flavio Bolsonaro visita Sikêra Jr e faz elogios ao apresentador
3 Crise na Rede Globo pode atingir até o cantor Roberto Carlos
4 Justiça nega recurso da Globo para exibir documentos de Flavio
5 Damares vai processar editor do UOL: "Nos vemos nos tribunais"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.