Leia também:
X Ao vivo, repórter é pedida em casamento, mas não aceita

Série sobre prisão do goleiro Bruno já tem protagonista

A produção já recebeu críticas, tanto do público como de dentro da Rede Globo

Camille Dornelles - 09/01/2020 15h21 | atualizado em 09/01/2020 16h42

Goleiro Bruno será retratado em série Foto: Reprodução/TV Globo

A diretora da TV Globo, Amora Mautner, revelou, nesta quarta-feira (8), a protagonista da nova série da emissora sobre a prisão do goleiro Bruno. Vanessa Giácomo interpretará a vítima Eliza Samudio, que foi morta, esquartejada e o corpo dado a cachorros.

A obra está em fase de pré-produção e escolha de elenco. Ainda não foi confirmado quem viverá o jogador. Mas a série foi anunciada em meio a polêmicas. A autora Gloria Perez fez críticas à retratação do crime que chocou o Brasil em 2010.

– Oi?????!!! Só pode ser piada! E de mau gosto! – escreveu ela no Twitter.

Gloria Perez critica série sobre goleiro Bruno Foto: Reprodução
Produção recebe críticas de público Foto: Reprodução
Produção recebe críticas de público Foto: Reprodução
Produção recebe críticas de público Foto: Reprodução

 

Vanessa Giácomo será Eliza Samudio Arte: Divulgação

RELEMBRE O CASO
A modelo e atriz era amante do goleiro Bruno, então ídolo do Flamengo, mas ele terminou o relacionamento depois que ela engravidou e se negou a fazer o aborto que ele havia sugerido. Em outubro de 2009, Eliza afirmou à polícia que foi mantida em cárcere privado e obrigada a tomar substâncias abortivas por dois amigos do jogador, conhecidos como Russo e Macarrão.

Bruno negou a agressão, mas foi condenado a manter distância da modelo. Em 2010, o filho dos dois nasceu, mas Bruno negou a paternidade. Eliza Samudio exigiu pensão alimentícia e o goleiro foi indiciado por agressão.

Em junho, ela foi chamada pelo goleiro para o sítio que ele possui em Esmeraldas, Minas Gerais, e depois desapareceu. Um mês depois, um primo do jogador depôs à polícia que deu uma coronhada na modelo e que Bruno deu uma ordem para que ela fosse morta, esquartejada e que as partes fossem dadas aos cachorros rottweiller. Os ossos da modelo teriam sido concretados.

Bruno foi condenado a 17 anos e 6 meses em regime fechado por homicídio triplamente qualificado (por motivo torpe, asfixia e uso de recurso que dificultou a defesa da vítima). Macarrão foi condenado a 15 anos de prisão por sua participação no sequestro e assassinato de Eliza Samudio.

Leia também1 Ex-Flamengo, goleiro Bruno é tietado por fãs em shopping
2 Bruno encerra contrato com clube após jogar 45 minutos
3 Jogador defende Bruno: "Errou feio, mas merece 2ª chance"

WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.