Leia também:
X Faro ganha permissão de Silvio Santos para fazer filme

“O politicamente correto é um avanço da sociedade”

Humorista da Globo, Marcius Melhem, defende que é preciso vigilância na hora de fazer humor

Pleno.News - 26/12/2018 16h27 | atualizado em 26/12/2018 17h11

Marcius Melhem defende o politicamente correto no humor Foto: Reprodução/Facebook

Integrante do quadro de humoristas da Rede Globo, o ator Marcius Melhem falou sobre a arte de fazer rir em entrevista ao Extra, nesta quarta-feira (26). Redator do programa Tá no Ar: A TV na TV e alçado agora ao cargo de chefia na emissora, Melhem não vê o politicamente correto como retrocesso. Ele destaca que o humor deve melhorar a vida das pessoas, mas que as piadas devem ser feitas com vigilância.

– Eu acho que o que chamam de politicamente correto é um avanço da sociedade. Não podemos oprimir o oprimido, ajudar a perpetuar machismo, racismo, misoginia. A gente vive em um país difícil para muitos grupos, e acho que a função do humor é ajudar a melhorar a vida dessas pessoas, não piorar. Então, temos que ser vigilantes mesmo. Tem risadas que não me interessam e, por isso, eu prefiro buscar outro caminho.

Marcius ainda ressalta que o humor deve contribuir para dar visibilidade a causas sociais. Para ele, até mesmo o debate político tem espaço no humor, desde que seja feito de forma responsável. Sob a nova função na emissora, ele expressa sua satisfação em ter um espaço para discutir a comédia dentro da Globo.

– É fundamental olhar nos olhos das pessoas e conversar sobre o que você acredita, sobre o que é legal para aquele momento. Eu olho esse lugar com muita responsabilidade e com o cuidado de fazer com que ele não me tire o que eu mais gosto de fazer, que é criar.

Leia também1 Turma da Mônica não irá defender a ideologia de gênero
2 DC Comics anuncia história com Jesus como protagonista
3 Netflix cancela oficialmente a animação Super Drags

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.