Leia também:
X Em editorial, Jovem Pan rebate acusações da Folha de São Paulo

Morre jornalista da Globo aos 55 anos, vítima de infarto

Wagner Vallim era chefe de apuração da emissora em São Paulo

Monique Mello - 21/09/2022 12h58 | atualizado em 21/09/2022 13h39

Wagner Vallim Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal

Wagner Vallim, chefe de apuração da Globo São Paulo, morreu nesta terça-feira (20), vítima de um infarto fulminante. O jornalista de 55 anos trabalhou por 19 anos na emissora, além de já ter passado pela Jovem Pan e pelo SBT.

José Roberto Burnier, âncora do SP2, homenageou o profissional no encerramento da edição:

– Perdemos um colega de ouro, Wagner Vallim (…). Em toda carreira cumpriu à risca uma premissa fundamental no jornalismo: sempre foi rigoroso ao apurar informações. Em todos esses grandes fatos, a gente sempre corria para a salinha dele, era o primeiro lugar que você ia bater, era na porta dele, e ele já estava sabendo. Ele era uma segurança para a gente – declarou o apresentador.

José Roberto Burnier homenageou o colega Foto: Reprodução/TV Globo

De acordo com Ana Escalada, diretora de jornalismo da TV Globo em São Paulo, “não houve nenhuma cobertura marcante” do qual Vallim não tenha participado.

Rodrigo Bocardi se emocionou no final do Bom Dia São Paulo desta quarta (21), ao falar sobre o colega.

– No último encontro com ele, pediu para tirar uma foto e disse: “Rodrigo, você não desista, você nos representa. É a importância do Bom Dia São Paulo. Sabe o que isso significa na vida de todos?”. E eu falava: “Não dá, Valim, eu penso em desistir. É difícil” – contou o âncora.

O governo de São Paulo, por meio de nota assinada por Cleber Mata, secretário de Comunicação do estado, também lamentou a morte do jornalista:

A partida abrupta de Wagner Vallim deixa o jornalismo televisivo órfão de um profissional que tinha, em sua essência, a cordialidade e a gentileza no trato com seus interlocutores. Em uma jornada de quase 20 anos no jornalismo da Globo, Vallim se notabilizou pelo respeito e diplomacia na relação entre repórteres e assessores de comunicação do setor público.

Ele aliava a busca diária pela excelência informativa à atenção permanente aos problemas da população.

Da mesma forma que apontava falhas do poder público, também assegurava destaque jornalístico às soluções governamentais em benefício da sociedade. O interesse público era sempre o seu objetivo. Aos familiares e amigos, meus sentimentos e o reconhecimento público do Governo de São Paulo a um dos grandes nomes da imprensa nacional.

Wagner Vallim deixa esposa e dois filhos.

Leia também1 TV Globo pede renovação da concessão ao governo Bolsonaro
2 Em editorial, Jovem Pan rebate acusações da Folha de São Paulo
3 Ratinho alfineta a TV Globo: "Não fico cutucando candidato"
4 Xuxa fala sobre reencontro com Marlene Mattos: "Foi difícil"
5 Jojo Todynho vai apresentar Central da Copa com Escobar

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.