Leia também:
X Porchat “se explica” por atuar em filme com piada de pedofilia

Ministério determina que filme de Gentili saia das plataformas

Decisão foi divulgada em despacho publicado na edição desta terça-feira do Diário Oficial da União

Paulo Moura - 15/03/2022 10h32 | atualizado em 15/03/2022 10h48

Fábio Porchat durante o filme Como se Tornar o Pior Aluno da Escola Foto: Reprodução/Telecine

O Ministério da Justiça e Segurança Pública determinou, nesta terça-feira (15), que as plataformas com direitos de distribuição do filme Como se Tornar o Pior Aluno da Escola suspendam a exibição, disponibilização e oferta do longa imediatamente. A medida prevê o pagamento de uma multa diária de R$ 50 mil caso a decisão não seja cumprida pelas plataformas em até cinco dias.

Atualmente, disponível nos serviços de streaming Netflix, Telecine, GloboPlay, YouTube, Apple e Amazon, a obra virou alvo de polêmica nos últimos dias por apresentar cenas escatológicas retratando a pedofilia. Em um dos momentos do longa, um personagem interpretado pelo ator Fábio Porchat aparece tentando abusar sexualmente de dois adolescentes.

No despacho publicado na edição desta terça-feira do Diário Oficial da União, a pasta federal cita as plataformas que distribuem a obra e destaca que a suspensão é aplicada “tendo em vista a necessária proteção à criança e ao adolescente consumerista”. Para embasar a decisão, o documento cita trechos do Código de Defesa do Consumidor e da Constituição Federal.

Despacho determinando suspensão do filme de Danilo Gentili das plataformas Foto: Reprodução/Diario Oficial da União

No último final de semana, o ministro Anderson Torres criticou o filme e afirmou que ele possuía “detalhes asquerosos”. O ministro adiantou, na ocasião, que a pasta iria adotar “providências cabíveis” para o caso.

– Assim que tomei conhecimento de detalhes asquerosos do filme “Como se tornar o pior aluno da escola”, atualmente em exibição na Netflix Brasil, determinei imediatamente que os vários setores do Ministério da Justiça adotem as providências cabíveis para o caso!! – escreveu.

O FILME
A história do filme narra como o personagem Pedro encontra um diário que ensina como provocar caos na escola sem ser pego e resolve seguir as dicas com seu amigo Bernardo. A narrativa é baseada no livro de Danilo Gentili, lançado em 2009, que leva o mesmo nome.

Leia também1 Deputada Alana Passos aciona MP contra filme de Gentili
2 Porchat "se explica" por atuar em filme com piada de pedofilia
3 Deputado quer que filme de Gentili seja retirado da Netflix
4 Filha de Silvio Santos critica filme de Danilo Gentili: "Nojo"
5 Web cobra Silvio Santos e pede demissão de Danilo Gentili

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.