Leia também:
X Confira quem são os indicados ao Globo de Ouro em 2020

Messiah: Série da Netflix traz suposto Jesus nos dias atuais

Projeto cria polêmica em torno dos temas terrorismo, redes sociais, era digital e Jesus como suposto impostor

Rafael Ramos - 09/12/2019 12h29 | atualizado em 09/12/2019 13h11

A Netflix divulgou, no dia 3 de dezembro, o trailer de sua nova produção original com estreia marcada para o dia 1º de janeiro de 2020. Com roteiro de Michael Petroni e direção de James McTeigue e Kate Woods, Messiah deve ser um suspense que explora o poder da influência e da crença na era das redes sociais.

O ator belga Mehdi Dehbi interpreta Al Massih, um homem que surge em meio ao conflito no Oriente Médio e desperta a atenção do mundo pelos seus supostos milagres e sua mensagem. Alguns acreditam se tratar de um advento divino semelhante à segunda vinda de Cristo. Entretanto, a agente da CIA, Eva Geller (Michelle Monaghan), acredita se tratar de um impostor.

Diante da dúvida gerada, se é o Filho de Deus ou um mentiroso, o teólogo e escritor Maurício Zágari, que é escritor e entre suas obras tem três livros de ficção, enxerga a série como mera obra de entretenimento e não vê os fatos apresentados no trailer relacionados às profecias bíblicas.

– Em se comparando à segunda vinda de Cristo com o que a série advoga, fica claro que é uma mera obra de ficção. A Bíblia diz que todo olho o verá em Sua volta e não haverá dúvida sobre quem Ele é. Essa série é apenas mais uma dentre tantas obras de ficção que viajam em cima da pessoa de Jesus. Zero de Bíblia nesse trailer – declarou Zágari ao Pleno.News.

Essa série é apenas mais uma dentre tantas obras de ficção que viajam em cima da pessoa de Jesus – diz Zágari

Para o escritor e youtuber Tato Campos, do canal Bando de Quadrados, que une conteúdo nerd e conceitos cristão, a série levanta muitas questões concernentes aos dias atuais. Líder de louvor da Igreja Jardim, no município de Americana, em São Paulo, ele acredita que Cristo se transformaria em um grande assunto nas redes sociais.

– Estamos vivendo o tempo da intolerância onde, se a pessoa não tolera algo, é massacrada por ter opinião forte. Acredito que Jesus teria muitos seguidores e acredito que causaria um boom incrível positivamente no mundo. Mas vários dos influencers e pastores coaches se colocariam como os fariseus e mestres da lei. É provável que alguns cristãos iriam contra os ensinamentos de Jesus, pois estamos em um mundo onde temos que aceitar o pecado e condenar quem quer viver em santidade. O que mostra o quanto precisamos viver o Evangelho que Jesus deixou com seus ensinamentos práticos – disse Tato ao Pleno.News.

Messiah vai apresentar vários pontos de vista dos personagens sobre quem é esse homem e se o que ele diz é verdade. Dentre esses personagens estarão um agente de inteligência israelense, um pastor e sua filha, um refugiado palestino e uma jornalista. O casal Mark Burnett e Roma Downey, responsáveis pela minissérie de sucesso A Bíblia, integram a equipe de produtores-executivos.

Leia também1 Netflix é boicotada após novo filme do Porta dos Fundos
2 Yudi fala sobre mudanças em sua vida após se converter
3 Elaine de Jesus lança clipe da canção Deus Vai Me Ajudar

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.