Leia também:
X Lucas Lucco canta hit de Regis Danese em festa de Réveillon

Messiah: Nova série da Netflix revolta muçulmanos

Comissão da Jordânia acredita que obra viola a santidade da religião

Rafael Ramos - 01/01/2020 14h15 | atualizado em 01/01/2020 15h13

Depois de enfrentar boicotes por partes dos cristãos após o especial de Natal do Porta dos Fundos – A Primeira Tentação de Cristo – a Netflix agora entrou na mira dos muçulmanos por causa da série Messiah, que estreou no catálogo da plataforma de streaming nesta quarta-feira (1º).

Produzida pelo casal cristão Mark Burnett e Roma Downey – responsáveis pela minissérie A Bíblia – Messiah é centrada em Al Massih (interpretado por Mehdi Dehbi), um homem que surge em meio ao conflito no Oriente Médio e desperta a atenção do mundo pelos seus supostos milagres e sua mensagem. Alguns acreditam se tratar de um advento divino semelhante à segunda vinda de Cristo. Entretanto, a agente da CIA, Eva Geller (Michelle Monaghan), acredita se tratar de um impostor.

Por causa da sinopse, uma comissão sobre cinema na Jordânia, país predominantemente muçulmano, está pedindo à Netflix que o produto seja retirado da plataforma. Eles alegam que o “conteúdo da série pode ser amplamente percebido ou interpretado como uma violação da santidade da religião”.

Várias petições online foram criadas no site Changes.org pelo banimento da série. Uma delas, que pede 5 mil assinaturas, já coletou mais de 4.100.

Leia também1 Messiah: Série da Netflix traz suposto Jesus nos dias atuais
2 Veja outros títulos da Netflix que zombam de Deus e da fé
3 Suspeito de ataque ao Porta tem passagem pela polícia
4 Veja as 10 séries da Netflix mais vistas no Brasil em 2019

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.