Leia também:
X Nani Azevedo recebe alta médica e agradece orações

Melhem processa Dani Calabresa e quer R$ 200 mil de indenização

Ator expôs áudios e mensagens de texto em ação protocolada contra a humorista

Thamirys Andrade - 15/01/2021 17h55 | atualizado em 15/01/2021 19h03

Marcius Melhem foi acusado de assédio por Dani Calabresa Foto: Reprodução

O ator e humorista Marcius Melhem entrou com uma ação indenizatória contra Dani Calabresa, nesta quinta-feira (14), na Vara Civil de São Paulo. O ex-diretor da Globo quer R$ 200 mil por danos morais e materiais, além de retratação pública. Seus advogados anexaram ao documento de 60 páginas dezenas de áudios e mensagens de texto a fim de “desmentir as acusações de assédio” e provar que os dois mantinham uma relação amigável entre 2017 e 2019.

– Ora, fosse verdade o veiculado na Piauí, não seguiria a ré requisitando conselhos pessoais e profissionais ao autor. Fosse verdade, não teria a ré encaminhado dezenas de áudios carinhosos ao autor, enaltecendo-o nos âmbitos pessoal e profissional. Fosse verdade, não teria enviado áudios e mensagens para comentar e divertir-se com situações inusitadas por ela vivenciadas – diz trecho da ação.

De acordo com os advogados, a indenização de R$ 200 mil será revertida para a AACD (Associação de Assistência à Criança Deficiente). A ação requer também que Dani Calabresa pague os “custos de tratamento psiquiátrico/psicoterápico, até a respectiva alta médica” de Melhem. Ao todo, a quantia solicitada soma R$ 246,4 mil, mais os custos do processo.

– [Marcius Melhem] tem o seu nome, imagem e honra vilipendiados em todas as mídias com espectro nacional. Vê esgarçarem-se as relações familiares e sociais. Padece de sofrimento psíquico, restando submetido a custoso tratamento psiquiátrico – justifica o documento.

A defesa de Melhem escreve que o “tom jocoso e íntimo” era constante no tratamento entre os dois, assim como brincadeiras de cunho sexual consensuais. O humorista nega que tenha praticado violência sexual contra Dani na noite da festa dos integrantes do programa Zorra, e afirma que trocou “beijos e carinhos” com a aprovação de ambas as partes.

Procurada pela imprensa, a defesa de Dani Calabresa disse que não vai se pronunciar sobre o processo.

TROCA DE MENSAGENS
Em dezembro, o humorista expôs à imprensa uma troca mensagens entre ele e Dani, que ocorreu oito dias após a confraternização, onde o assédio teria ocorrido. Por meio de áudio enviado no dia de seu aniversário, a humorista agradecia as felicitações feitas pelo ex-diretor no grupo da empresa.

– Chefe, estou mandando este áudio para agradecer a mensagem linda que você mandou no grupo. Todas as mensagens que você manda sempre de apoio e de carinho. Nossa, você não tem ideia como fico feliz de saber que você me acha talentosa. Eu sou sua fã para c******. (…) Estou muito feliz de verdade. Te amo muito. Um beijo para as suas filhinhas lindas. Vamos para a Disney juntos – disse.

Em nota por meio de sua advogada, Calabresa argumentou que o material levantado por Melhem não apagava os fatos narrados em entrevista à Revista Piauí. O periódico ouviu 42 testemunhas sobre as acusações de assédio.

– Objetiva intimidar não apenas uma vítima específica mas outras que ainda permanecem protegidas sob sigilo e até mesmo testemunhas, como se isso fosse capaz de apagar os graves fatos narrados e cuidadosamente checados com dezenas de pessoas citadas pelas matérias.

Leia também1 Piauí detalha assédio de Melhem a Calabresa e silêncio da Globo
2 Melhem acusa: "O que Dani está fazendo comigo é vingança"
3 Globo tirou do ar todos os programas criados por Melhem
4 Melhem: "Fui tóxico, mas jamais tive relação não consensual"
5 "Nunca quis ser vista como uma mulher assediada"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.