Leia também:
X Jô Soares completa 80 anos, nesta terça, cheio de projetos

‘Me sinto muito mais plena’, conta Juliana Knust

Atriz diz que não vê problema em envelhecer de forma natural

Jade Nunes - 17/01/2018 14h20 | atualizado em 17/01/2018 14h55

Juliana Knust afirma que ama o trabalho de atriz Foto: Reprodução/Instagram

No ar como a jornalista Zoe, em Apocalipse, da Record, e como a personagem Sandrinha, que aparece na reprise de Celebridades, da Globo, a atriz Juliana Knust afirma que hoje, aos 36 anos, está muito mais plena do que era quando jovem. A declaração foi dada à Marie Claire.

Questionada sobre como lida com o envelhecimento, Knust revela que não é contra intervenções estéticas, mas acredita que é algo que precisa ser feito de forma responsável:

– Acho que mais para frente, se ficar incomodada com algo, não sou contra. Mas sempre com muito cuidado, porque as pessoas exageram e chegam a um ponto que elas nem se reconhecem mais – pondera.

Durante a entrevista, a artista também falou sobre os desafios de equilibrar a vida profissional com a de mãe e esposa. Ela tem dois meninos, um de 8 anos e outro de 2, e é casada há quase 10 anos.

– É corrido. Uma hora, estou trabalhando para caramba, outra hora vem uma pausa que deixa eu me dedicar mais. O tempo em que estou com meus filhos, estou inteiramente com eles. Então, eu brinco, eu jogo bola, faço o que posso porque acho que eles sentem também – diz sobre a rotina.

Quando se trata do futuro, Knust não faz rodeios sobre o que planeja para ela e a família:

– Quero poder, se Deus quiser, continuar trabalhando com o que gosto de fazer porque realmente me realizo fazendo isso. Quero exercer o que gosto com dignidade e eu quero estar bem feliz com meus filhos, para criá-los bem para o mundo. Quero poder mostrar muitos lugares para eles, outras culturas e quero que eles sejam muito felizes. Assim, não tem como eu não estar feliz – conta à revista.

Siga-nos nas nossas redes!
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.