Leia também:
X Morre aos 42 anos o ator Caike Luna, o Cleitom de Zorra Total

Luisa Mell processa Sikêra e pede R$ 1 milhão por danos morais

Ativista também quer direito de resposta no programa do apresentador

Pleno.News - 03/10/2021 17h11 | atualizado em 04/10/2021 10h57

O apresentador Sikêra Jr., da RedeTV!, terá que enfrentar mais um processo na Justiça. Desta vez, foi a atriz e ativista Luisa Mell quem entrou com um processo contra Sikêra. Na ação, ela afirmou que foi “atacada” pelo apresentador e pediu uma indenização de R$ 1 milhão. A informação foi dada pelo portal Uol.

A ação de Luisa Mell foi registrada no Tribunal de Justiça de São Paulo e cita uma participação de Sikêra no programa Raul Gil, do SBT. Na ocasião, Sikêra Jr. participava do quadro Para quem você tira o chapéu do dia 14 de agosto, quando criticou a ativista.

– Ela defende o cachorro e o bolso. Ela gosta de dinheiro. É só pesquisar que você vai ver a quantidade de denúncias contra a fundação da Luisa Mell. Existem histórias terríveis sobre ela na internet. Lamento, era uma pessoa [em] que eu acreditei. Acreditava nas lágrimas dela. Não tem só cachorro, tem um peixe, uma onça. Aquela “oncinha bonita” – apontou.

Além disso, de acordo com a artista, Sikêra teria feito “ataques” contra ela em diversas edições do Alerta Nacional.

Além da indenização, Luisa Mell quer direito de resposta em ambos os programas e a proibição de Sikêra Jr. de citar o nome dela. Mell ainda pediu a instauração de um inquérito contra o apresentador pelos crimes de ódio, difamação e calúnia.

Leia também1 Sikêra detona Felipe Neto, Luisa Mell e Drauzio Varella
2 Sikêra Jr. processa apresentador do Brasil Urgente
3 Sikêra se emociona após vencer processo contra Sleeping Giants
4 SP processa Sikêra Jr. e Patricia Abravanel por "LGBTfobia"
5 Sikêra Jr. diz que Randolfe "não faz nada pelo cidadão brasileiro"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.