Leia também:
X Silvio Santos “deu trabalho” no hospital e quis sair de avental

Juliana Paes perde R$ 500 mil em golpe de pirâmide financeira

Ator Murilo Rosa e jogador Luis Fabiano também foram enganados pela empresa F2S Intermed de Negócios

Thamirys Andrade - 20/08/2021 13h05 | atualizado em 20/08/2021 14h16

Negócio foi feito por intermédio do consultor financeiro da artista Foto: Reprodução

Juliana Paes procurou a polícia de São Paulo e denunciou ter perdido quase meio milhão de reais ao assinar com uma empresa chamada F2S Intermed de Negócios. O negócio foi feito em 2018 por intermédio do consultor financeiro da atriz, que também acabou sendo vítima do golpe e perdendo R$ 84 mil. As informações são da colunista Fábia Oliveira, do jornal O Dia.

A F2S Intermed de Negócios recebia dinheiro para comprar carros que seriam revendidos e, segundo a proposta, renderiam de 4% a 8% de lucro para os investidores. Os negócios, porém, não foram efetuados e homem que se passava pelo dono da firma desapareceu com o dinheiro.

De acordo com a denúncia, o “golpe era aplicado na forma de pirâmide contra vítimas certas e determinadas”.

Além de Juliana Paes, outros famosos foram enganados: o ator Murilo Rosa teria perdido R$ 460 mil, e o jogador Luís Fabiano, R$ 280 mil. Nenhum deles conseguiu recuperar o valor até o momento.

Em maio deste ano, o Ministério Público de São Paulo pediu a prisão preventiva de representantes da empresa, após detectar movimentação atípica nas contas. A prisão não ocorreu, mas o grupo agora é réu em um processo.

Leia também1 Silvio Santos "deu trabalho" no hospital e quis sair de avental
2 Record TV dispensa autores das novelas Gênesis e Jesus
3 Cantor Sérgio Reis tem shows cancelados após confrontar STF
4 Flerte com Pyong foi 'estratégia' de Antonela e do marido
5 Boris Casoy entra para faculdade de veterinária aos 80 anos

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.