Leia também:
X Concessão da Globo termina em 5 de outubro de 2022. Entenda!

Juliana Paes critica ditadura em Cuba e é atacada pela esquerda

Atriz foi chamada de "Bolsominion" e de "burra"

Gabriela Doria - 13/07/2021 15h27 | atualizado em 13/07/2021 16h02

Juliana Paes foi chamada “Bolsominion” após criticar comunismo de Cuba Foto: Divulgação

A atriz Juliana Paes voltou a causar polêmica nas redes sociais após fazer comentários críticos ao regime comunista de Cuba. A artista foi atacada e chamada de “bolsonarista” ao ironizar o “silêncio no Twitter” enquanto cubanos protestam no país exigindo liberdade e democracia.

A resposta de Juliana veio na publicação da economista Renata Barreto, que disse, em publicação no Instagram, que o país não vive em uma democracia e que o povo cubano é “refém da ideologia” defendida por pessoas que usam “camisetinha do Che Guevara”.

– Você, socialista, que usa camisetinha do Che Guevara, que diz que Cuba tem democracia, que diz que o problema econômico da Ilha é culpa do embargo [econômico], mas vive falando mal do livre-mercado; você que apoia partidos e políticos que exaltam os absurdos perpetrados pelos socialistas […] não desvie o olhar. Cuba é refém da ideologia que você defende. Tenha vergonha – escreveu Renata, ao lado de vídeos mostrando os ex-presidentes Lula e Dilma Rousseff, além do psolista Guilherme Boulos, defendendo o regime comunista.

Juliana Paes comentou em post no Instagram sobre o regime de Cuba Foto: Reprodução

Em seguida, Juliana surgiu nos comentários da publicação ironizando usuários do Twitter.

– Mas hoje tá um silêncio naquele Twitter… (ou tô delirando?) #cubalibre – escreveu a artista, usando também emojis gargalhando.

A resposta da atriz não foi bem recebida por internautas do Twitter, que passaram a afirmar que ela era “bolsonarista”, além de a chamarem de “burra”.

– A Juliana Paes não cansa de passar vergonha. Ela é burra e faz questão de dizer que é burra a todo momento. Está chamando o tuiteiro de socialista. Só falta nos mandar ir pra Cuba. Se vc perguntar pra essa Bolsominion o que é socialismo e o que está acontecendo em Cuba, ela não sabe – atacou um perfil.

Um usuário citou outras personalidades, incluindo Juliana, como exemplos de pessoas “fascistas”.

– [Se] Bater a Bia Doria, a [Antônia] Fontenelle e a Juliana Paes no liquidificador, sai o mais puro suco do fascismo – escreveu.

Leia também1 O que está acontecendo em Cuba: Entenda os protestos
2 Chanceler de Cuba rebate falas de Bolsonaro: "Negligente"
3 Cuba: Bolsonaro diz que Lula é contra movimento de liberdade
4 UE pede a Cuba que liberte os cidadãos presos em protestos
5 Lula afirma que crise vivida em Cuba é culpa dos Estados Unidos

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.