Leia também:
X Sarah Farias diz que a filha ficou desfalecida: Livramento de Deus

Huck discursa a favor de carta à democracia, no Domingão

"A gente tem que garantir que o resultado da eleição seja respeitado", declarou apresentador

Gabriel Mansur - 07/08/2022 23h39 | atualizado em 08/08/2022 11h58

Luciano Huck Foto: Reprodução/Print de vídeo da TV Globo

O apresentador Luciano Huck se manifestou neste domingo (7), durante o programa Domingão, da Rede Globo, a favor da carta à democracia, documento inclusive que ele assinou.

Huck chamou a atenção para a leitura do texto, agendado para o dia 11, no prédio da Universidade de São Paulo (USP).

– A arte e a democracia sempre andaram juntas nas defesas das liberdades. Nesta quinta-feira próxima, dia 11 de agosto, vai acontecer, em São Paulo, a leitura de uma carta em defesa da democracia brasileira. Esta carta já tem quase um milhão de assinaturas e foi escrita por pessoas de todos os setores da sociedade. Eu tenho certeza que eu, as pessoas da plateia, os convidados… A gente não pensa exatamente igual, a gente pensa diferente em muitas questões, e isso é a base da democracia, a gente avança assim. Pensar diferente não torna ninguém inimigo de ninguém.

Para o apresentador, que não citou nomes no discurso, o povo brasileiro “tem que garantir que o resultado da eleição seja respeitado”. Ele contou ainda que incentiva as pessoas a também assinarem o documento.

– Não dá para ficar de boa, fingindo que não está acontecendo nada. A democracia depende do empenho e da vigilância constante de todos nós. A gente tem que garantir que o resultado da eleição seja respeitado, que todas as vozes sejam ouvidas, como tem sido desde a redemocratização do Brasil.

O apresentador foi uma das celebridades que assinou a carta publicada no dia 26 de julho e que critica o que considera ataques ao sistema democrático que vivemos. Chico Buarque, Arnaldo Antunes, Walter Casagrande, Débora Bloch e Alessandra Negrini estão entre os signatários.

A leitura da carta contará com a presença do ex-ministro do STF Celso de Mello, outro signatário do texto.

Leia também1 Tarcísio montará equipe técnica, como aprendido com Bolsonaro
2 Cláudio Castro: "Pior coisa ao Rio seria o Freixo ganhar a eleição"
3 Cláudio Castro: "Liberei R$ 40 bilhões para reformas de UPAs"
4 Tarcísio responde pergunta de Haddad e alfineta petista
5 Bolsonaro irá vencer em todas as grandes cidades, diz ministro

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.