Leia também:
X Processada por fã, Justiça não acha Anitta para dar intimação

Grupo Globo investe milhões em outras empresas. Veja quais são!

Empresa tem diversificado negócios ao longo dos últimos anos

Paulo Moura - 04/10/2021 15h32 | atualizado em 05/10/2021 07h35

Globo está diversificando negócios Foto: Reprodução/TV Globo

Em busca de diversificação em seu modelo de negócios, o Grupo Globo tem feito uma série de investimentos em startups e em novas plataformas nos últimos anos. De maquininha de cartões a comércio digital, o conglomerado da área de comunicação tem feito aportes financeiros com fronteiras amplas pelo mundo executivo.

Desde 2017, a Globo tem construído um portfólio de investimentos em startups dos mais diversos setores. Os primeiros aportes neste nicho de mercado foram feitos em empresas como a Órama, plataforma de investimentos que concorre com a XP, e como a Bom Pra Crédito, um serviço de empréstimo que reúne diversas financeiras.

Uma outra parceria da Globo, essa mais robusta, foi fechada com a Stone, empresa de pagamentos que acabou ampliando sua atuação no setor de máquina de cartões e de negócios financeiros justamente após uma parceria firmada com o Grupo Globo, em 2019, que resultou na TON, empresa voltada para microempreendedores e profissionais autônomos com 33% de participação da Globo e 67% da Stone.

No ramo de comércio eletrônico, a Globo investiu no site Enjoei, que atua no setor de venda de itens novos e usados, nos moldes do tradicional OLX. O aplicativo de logística Rappi, que atua com serviços de entrega; a empresa de apps tech.fit, que desenvolve aplicativos relacionados a bem-estar, saúde e dietas; o site Ingresse, focado na venda de ingressos; e a plataforma Buser, o “Uber dos ônibus”, também receberam aportes da Globo.

A partir do início de 2020, com a ida de Roberto Marinho Neto, um dos herdeiros da Globo, para o comando do braço de investimentos do grupo, a Globo Ventures, os investimentos nas empresas digitais ganharam ainda mais espaço dentro do conglomerado de comunicação, e os valores ganharam números astronômicos.

Segundo o site especializado em investimentos Crunchbase, a Globo Ventures participou de nada menos que oito investimentos em startups apenas entre maio e setembro deste ano, incluindo um novo aporte de 138 milhões de dólares (R$ 750 milhões) na Buser, em junho, e de 21 milhões de dólares (R$ 114 milhões) na plataforma de negócios imobiliários Em Casa, em julho.

O mais astronômico dos valores, porém, foi o mais recente deles. No último dia 28 de setembro, em um aporte que foi liderado pela multinacional japonesa Softbank e pelo fundo de investimentos Advent, mas que contou com a parceria da Globo Ventures, foram investidos nada menos que 225 milhões de dólares (R$ 1,22 bilhão) na startup Merama.

A empresa, que apesar de sequer ter completado um ano de operações, já tem 20 empresas em seu portfólio. O que a Merama faz, na prática, é comprar participações em companhias que vendem seus produtos em marketplaces e ajudar a alavancar essas vendas, com estratégias de marketing, logística e estratégia comercial.

Leia também1 Grupo de Soros repassa 500 mil dólares à campanha anti-polícia
2 Gilmar suspende trecho da lei de Improbidade Administrativa
3 Processada por fã, Justiça não acha Anitta para dar intimação
4 EUA: Funcionários de hospital preferem demissão a se vacinar
5 Queda do WhatsApp, Facebook e Instagram vira piada no Twitter

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.