Leia também:
X Gentili ironiza fato de seu filme chegar aos mais vistos da Netflix

Grupo Globo não cumprirá ordem contra filme de Gentili

Longa-metragem também está disponível no Globoplay e no Telecine

Pleno.News - 15/03/2022 15h38 | atualizado em 15/03/2022 17h39

Danilo Gentili e Fábio Porchat Foto: Reprodução/RecordTV

Nesta terça-feira (15), o Ministério da Justiça e Segurança Pública determinou que as plataformas com direitos de distribuição do filme Como se Tornar o Pior Aluno da Escola suspendam a exibição, disponibilização e oferta do longa imediatamente. A medida prevê o pagamento de uma multa diária de R$ 50 mil caso a decisão não seja cumprida pelas plataformas em até cinco dias.

Por meio de comunicado enviado para a colunista Mônica Bergamo, da Folha de S.Paulo, o Globoplay e o Telecine chamaram de “censura” a determinação do Ministério da Justiça.

O longa-metragem está disponível no catálogo dos dois serviços do grupo Globo, que se disse atento “às críticas de indivíduos e famílias que consideraram inadequados ou de mau gosto trechos” da obra. No entanto, a empresa afirmou que “a decisão administrativa do ministério da Justiça de mandar suspender a sua disponibilização é censura”.

– A decisão ofende o princípio da liberdade de expressão, é inconstitucional e, portanto, não pode ser cumprida. O filme em questão foi classificado, em 2017, como apropriado para adultos e adolescentes a partir de 14 anos pelo mesmo ministério da Justiça que hoje manda suspender a veiculação da obra – apontou o comunicado.

Ainda no texto, Porchat defendeu que “temas super pesados são retratados o tempo todo no audiovisual” e que vilões podem assumir papeis de racistas, pedófilos e nazistas, uma vez que são ficcionais.

Lançado em 2017, Como se Tornar o Pior Aluno da Escola voltou a chamar atenção por ter entrado no catálogo da Netflix e apresentar cenas escatológicas retratando a pedofilia. Em uma das cenas do filme, que é baseado em um livro homônimo escrito pelo apresentador Danilo Gentili, aparece o personagem de Fábio Porchat tentando abusar sexualmente de dois adolescentes.

Leia também1 Gentili ironiza fato de seu filme chegar aos mais vistos da Netflix
2 Criticado, Gentili acusa governo de promover 'cortina de fumaça'
3 Ministério determina que filme de Gentili saia das plataformas
4 Deputada Alana Passos aciona MP contra filme de Gentili
5 Porchat "se explica" por atuar em filme com piada de pedofilia

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.