Leia também:
X Ex-globais recusam proposta de concorrente por R$ 180 mil

Globoplay não paga artistas por reprises e pode parar na Justiça

Atores e novelistas têm direitos de imagem e de propriedade intelectual

Gabriela Doria - 28/09/2020 11h09 | atualizado em 28/09/2020 11h12

Globoplay pode ser acionada na Justiça por não pagar artistas que aparecem em reprises Foto: Reprodução

A Globo pode ter que encarar na Justiça a insatisfação de alguns artistas que estão se sentindo lesados pela empresa. Isto porque a Globoplay vem reprisando novelas antigas e sequer entrou em contato com os atores para acertar os pagamentos aos quais eles têm direito nesses casos. Muito deles, inclusive, já são falecidos, o que faz com que o direito sobre o espólio fique com familiares. Outros casos envolvem atores que não têm mais contrato com o Grupo Globo, mas que ainda assim podem acionar a emissora na Justiça.

O mesmo vem acontecendo com autores de novelas, que precisam ser remunerados pela propriedade intelectual da obra.

De acordo com o site NaTelinha, pelo menos três artistas, que não quiseram se identificar, afirmaram que sequer foram procurados pelo Grupo Globo para discutir os valores dos direitos a receber. Os profissionais acreditavam que até o fim do primeiro semestre deste ano empresa entrasse em contato com eles, mas isto não aconteceu. A justificativa oficial é a pandemia.

O pagamento dos direitos de imagem não é uma regra nova e sempre é realizado quando as reprises passam na TV aberta da Globo, por exemplo. Além disso, o contrato firmado com os artistas não previa a veiculação dos folhetins no streaming, até mesmo porque não existia esse formato há bem pouco tempo.

Especialistas indicam ainda que, como não havia previsão contratual, é dever da Globo negociar os valores dos direitos de propriedade intelectual e de imagem com os envolvidos no processo: atores, atrizes e novelistas.

AUTORES SE UNEM POR DIREITOS
Ainda de acordo com o NaTelinha, autores de novelas já entraram em um consenso de que irão pedir cerca de R$ 1 milhão para liberar cada novela reprisada pelo período dos próximos 10 anos. Ainda assim, não há garantias de que este seja o valor final da negociação.

Leia também1 Ex-globais recusam proposta de concorrente por R$ 180 mil
2 Lacombe: "Sou um jornalista posicionado e não um militante"
3 Polícia indicia ator da Globo por lesão corporal contra esposa
4 Tarcísio Meira se pronuncia a respeito de sua saída da Globo
5 Rede Globo será investigada por suposto monopólio no futebol

WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.