Leia também:
X Globo ‘erra’ placar e exibe vitória do Vasco sobre o Cruzeiro

Globo proíbe funcionários de apoiar Bolsonaro, diz ex-SporTV

Fred Ring disse ainda que quem demonstra apoio é "cancelado" pelos colegas

Gabriela Doria - 20/09/2021 10h23 | atualizado em 20/09/2021 10h50

Fred Ring era apresentador do Tá na Área Foto: Divulgação/TV Globo

O apresentador Fred Ring, que se demitiu do SporTV no ano passado, denunciou nas redes sociais que a TV Globo proíbe seus funcionários de demonstrarem apoio ao presidente Jair Bolsonaro. O ex-apresentador do Tá na Área fez a revelação ao comentar uma publicação do perfil Fui Clear, no Instagram.

No post, o perfil questiona se “100% dos funcionários do grupo Globo são contra o governo”. O Fui Clear ainda pergunta se os contratados “são proibidos de se manifestar”.

– Sim! São proibidos! Quando expõem, são criticados ou “cancelados” das panelas. Eu, por exemplo, fui procurar outro emprego. Pra bom entendedor, meia palavra basta – disse o jornalista, que hoje atua na Jovem Pan.

A saída de Ring aconteceu de forma polêmica e foi causada por um post do apresentador. Na época, ele afirmou que o Corinthians tinha um “apito amigo” e que estava sendo favorecido no Campeonato Paulista.

Na ocasião da sua demissão, Ring disse em entrevista à Jovem Pan que deixou a Globo porque “o canal tomou um direcionamento ideológico que ele não concordava”.

Leia também1 Folha de SP cria novo conselho editorial e prioriza 'diversidade'
2 Globo 'erra' placar e exibe vitória do Vasco sobre o Cruzeiro
3 Lutando contra um câncer, Luis Gustavo morre aos 87 anos
4 José de Abreu xinga Tabata Amaral no Twitter: 'Canalha!'
5 Ex-global, "Beiçola" revela que era 'desprezado' na Globo

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.