Leia também:
X Paulinha Abelha teria reagido à oração: ‘Caiu uma lágrima’

Em investigação sobre racismo de diretor, Globo convoca atores

Pelo menos dez profissionais que atuaram na novela Nos Tempos do Imperador foram convocados

Pleno.News - 24/02/2022 16h53 | atualizado em 24/02/2022 17h03

Nova logo da Globo Foto: Reprodução/TV Globo

Pelo menos dez atores da novela Nos Tempos do Imperador foram chamados pela Globo, que investiga se o diretor Vinícius Coimbra teve atitudes racistas em relação a profissionais negros que atuaram na trama durante as gravações. As informações são do site Notícias da TV.

A convocação faz parte das apurações feitas pelo compliance da emissora, que sofre pressão para resolver o assunto após a grande repercussão do caso. Alguns atores já foram ouvidos.

Entre os nomes chamados para comentar as denúncias estão Gabriela Medvedovski e Michel Gomes, que interpretaram um par romântico no folhetim. A atriz Mariana Ximenes também será ouvida.

Segundo o site, Ximenes foi uma das primeiras pessoas do elenco a identificar o problema e tomar uma atitude para tentar contornar o que acontecia nas gravações, que ocorreram em 2021. Ela teria ligado para o diretor de Produção de Entretenimento da Globo, Ricardo Waddington, para apontar algo errado no que diz respeito ao tratamento da direção dado aos atores negros da novela.

A Globo não tem prazo para concluir as investigações, mas o compliance tem como praxe finalizar o levantamento em 120 dias.

Vinicius Coimbra foi afastado da emissora após ser acusado de racismo por atrizes do elenco. Ele também conduziria a próxima produção das seis horas, Mar do Sertão, mas já foi substituído por Allan Fiterman, que dirigiu Quanto Mais Vida, Melhor!

As autoras das denúncias são as atrizes Roberta Rodrigues, Cinnara Leal e Dani Ornellas. Elas contataram o departamento de compliance da Globo, que é responsável por apurar condutas indecorosas e criminosas no ambiente de trabalho.

Antes de recorrerem ao departamento de compliance, as atrizes já haviam se queixado do problema e relatado episódios desconfortáveis nas gravações. Ricardo Waddington, diretor de núcleo da emissora, disse a elas que providências seriam tomadas. No entanto, com o passar de meses, nada aconteceu.

De acordo com as atrizes, Coimbra e sua equipe tinham falas preconceituosas e faziam segregação entre os atores. Eles chegavam a separar as pessoas entre “elenco branco” e “elenco negro” em documentos e até mesmo em camarins nos estúdios.

Na semana passada, Coimbra se manifestou sobre o caso.

– O elenco da novela tem todo o meu respeito e admiração. Sou a favor do diálogo e acredito que todas as discussões sobre o tema são necessárias – falou.

Leia também1 "Me senti estuprada": Mariana Ferrão revela bastidores da Dança dos Famosos
2 Rede Globo toma na Justiça casa comprada com pix errado
3 Jordy: 'A Globo não tem mais jornalistas. Que lixo'
4 Bolsonaro debocha da Globo: “Traficantes estão civilizados”
5 BBB 22 encerra 1° mês com ibope bem menor que edição de 2021

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.