Leia também:
X Maria Zilda detona Globo por gravar novelas na pandemia

Após críticas, Jornal Nacional noticia assédio de Melhem

Emissora afirmou que não comenta o caso para resguardar "a investigação dos fatos, denunciantes, denunciados e testemunhas"

Paulo Moura - 09/12/2020 07h25 | atualizado em 09/12/2020 10h10

Apresentadores falaram sobre caso de assédio envolvendo Marcius Melhem Foto: Reprodução

A Globo emitiu uma nota, lida no encerramento da edição de terça-feira (8) do Jornal Nacional pelos apresentadores André Trigueiro e Ana Luiza Guimarães, para justificar sua decisão de não divulgar em sua programação jornalística as acusações de assédio contra o ex-diretor de Humor da emissora, Marcius Melhem.

No comunicado, a empresa falou sobre o caso e sobre a reportagem divulgada pela revista Piauí na última sexta-feira (5) e justificou que não pode comentar o fato por ter assumido um “compromisso de sigilo do processo” com seus colaboradores e alegou que “resguarda a investigação dos fatos, denunciantes, denunciados e testemunhas”.

– Mesmo nas hipóteses de desligamento, as razões não são tornadas públicas. Apesar desses esclarecimentos, a revista Piauí e outros veículos criticaram a Globo por não se manifestar sobre esse caso específico – alegou a emissora.

Na nota, a Globo também citou os endereços virtuais para o acesso à reportagem da revista Piauí, as redes sociais da humorista Dani Calabresa, uma das vítimas de assédio, e também o link para a entrevista de Melhem para o portal UOL, onde ele admitiu algumas falhas em sua conduta.

Confira abaixo, na íntegra, o comunicado divulgado pela Globo:

A Revista Piauí desse mês traz uma reportagem segundo a qual a atriz Dani Calabresa foi vítima de assédio sexual e moral por parte de Marcius Melhem, ex-diretor de Humor da Globo. Ao todo, a revista enumera duas vítimas de assédio sexual, 7 vítimas de assédio moral e 3 vítimas de assédio sexual e moral. A revista conta que a Globo abriu uma investigação interna sobre o assunto (procedimento de compliance). E informa que Melhem deixou a empresa em agosto deste ano. Diversos veículos de imprensa repercutiram a reportagem da revista.

Ouvida pela Piauí e por esses veículos, a Globo informou que investiga criteriosamente todas as denúncias de assédio e que não tolera comportamentos abusivos. Mas que não pode comentar publicamente nenhuma investigação desse tipo por ter assumido com todos os seus colaboradores um compromisso de sigilo do processo, que resguarda a investigação dos fatos, denunciantes, denunciados e testemunhas. Mesmo nas hipóteses de desligamento, as razões não são tornadas públicas. Apesar desses esclarecimentos, a revista Piauí e outros veículos criticaram a Globo por não se manifestar sobre esse caso específico.

Como prova de transparência, a Globo informa a seu público que a reportagem da Piauí pode ser lida, gratuitamente na internet, no site da Revista: piaui.folha.uol.com.br

Embora também não aborde em público de forma direta as acusações a Marcius Melhem, Dani Calabresa tem falado sobre assédio em suas redes sociais. O perfil no Twitter e no Instagram é @calabresadani.

E uma entrevista em que Marcius Melhem admite erros, mas se defende dizendo que nunca cometeu assédio, pode ser encontrada no portal UOL: uol.com.br/splash

Leia também1 Em nota, OAB repudia postura de Melhem contra advogada
2 'Lamentável' e 'perigoso', diz advogada de Dani Calabresa
3 Hélio de la Peña ironiza a Globo por "esconder" caso de assédio
4 Roteirista do Zorra relata pressão para apoiar Melhem
5 Globo tirou do ar todos os programas criados por Melhem

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.