Leia também:
X Âncora da Globo passa mal ao vivo e preocupa telespectadores

Filhos de Paulo Gustavo dizem receber visitas dele, conta tia

Ju Amaral, irmã do artista, relatou como foi passar o primeiro ano sem o humorista

Thamirys Andrade - 04/05/2022 11h39 | atualizado em 04/05/2022 11h47

Paulo Gustavo com os filhos, Romeu e Gael Foto: Reprodução

Há exatamente um ano, o Brasil perdeu um dos maiores nomes da comédia nacional. Paulo Gustavo morreu aos 42 anos, vítima da Covid-19, deixando dois filhos, Romeu e Gael, que hoje têm 2 anos e 8 meses. Em entrevista ao jornal O Globo, a irmã do comediante, Ju Amaral, falou que as crianças ainda são pequenas para o entendimento de que o pai morreu e lembrou de situações em que eles falaram ter sentido a presença de Paulo Gustavo.

– Às vezes, os dois dizem que o “papai Paulo veio visitar”, e aí, já viu, meu olho enche de lágrimas. Mas eu disfarço para eles não me verem chorar. Outro dia, Gael disse ao apontar para o céu: “Olha lá a luz do papai Paulo”. Romeu também já falou, quando acordou chorando: “O papai Paulo não virou estrelinha, ele estava aqui agora brincando comigo” – relatou.

Ela também falou como Déa Lúcia, mãe dela e de Paulo, está se sentindo.

– Vivemos juntas, ela cuida de mim, e eu cuido dela. Há dias em que a gente está no rir; em outros, no chorar. A nossa fé é que nos faz levantar da cama todos os dias. Mas o entendimento e a aceitação (da morte) ainda pretendo alcançar na doutrina espírita – completou.

O humorista foi homenageado no carnaval deste ano do Rio de Janeiro pela escola São Clemente e Ju foi para a Sapucaí.

– No dia do desfile, tirei forças não sei de onde para passar naquela avenida com todo o meu amor, mesmo na dor.

Recentemente, a Justiça condenou o pastor José Olímpio, que rezou pela morte de Paulo Gustavo. Ela comentou o caso e disse que o irmão questionaria “que preceitos de Deus são esses que autorizam as pessoas a propagarem ódio e violência”.

– Deus é amor ao próximo, é acolher, agregar, expandir e respeitar todas e quaisquer diferenças. Essas pessoas são doentes e se valem de uma falsa liberdade de expressão que, na verdade, é criminosa. Homofobia é crime. Racismo é crime – assinalou.

*Com informações da AE

Leia também1 Âncora da Globo passa mal ao vivo e preocupa telespectadores
2 Thiago Gagliasso critica a Globo e cita personagem de novela
3 Morre Kailia Posey, menina do famoso GIF que virou meme
4 Após saída da Globo, jornalista Chico Pinheiro cogita virar uber
5 Influenciadora cristã Fabiola Melo revela ter sofrido 3º aborto

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.