Leia também:
X Cidade Alerta causa revolta ao sugerir que vítima seja agiota

“Desserviço artístico”, diz atriz sobre Porta dos Fundos

Fabiana Karla ainda acusou o grupo de ter "empatia seletiva"

Pleno.News - 10/06/2020 11h09 | atualizado em 10/06/2020 11h17

Fabiana Karla questionou uma publicação do Porta dos Fundos através de uma nota oficial em sua rede social nesta segunda-feira (8). A atriz e apresentadora do programa Se Joga (Globo) chamou o vídeo intitulado Teste de Covid de gordofóbico e desserviço artístico.

– Eu lamento muito que alguns colegas promovam esse desserviço artístico em tempos tão delicados porque estão com dificuldade de serem mais criativos – afirmou Karla sobre o clipe que foi retirado do canal do YouTube do grupo humorístico após repercutir negativamente entre os internautas.

O enredo do vídeo brincava com uma pessoa que se alimentava mal, de “corpo podre”, que nem a Covid-19 cobiçaria. Coincidentemente ou não, o ator que interpretava era acima do peso.

– Aí você me fala ‘obesidade é doença’ e eu te digo, é. Mas que tipo de pessoa, então, ri de doente? Com problemas cardíacos, câncer… É isso que chamam de arte? Eu nunca fiz apologia à gordura e nunca farei – continuou a artista.

Recorrentemente atacados por extremistas de direita por provocar polêmicas em seus vídeos, no final de 2019 a sede do Porta dos Fundos no Rio de Janeiro foi alvo de ataque por causa do Especial de Natal, Fabiana Karla citou a seletividade do canal em levantar certas bandeiras e causas, e outras, como a criminalização da gordofobia, motivo de piada.

– É irresponsável. Essas pessoas que escrevem piadas gordofóbicas são as mesmas que falam em empatia na internet e sobem hashtags nas redes sociais, mas escorregam em algo que pode afetar seriamente o psicológico de muita gente.

Militante da causa do movimento corpo livre, em que defende a quebra dos padrões de beleza e autoaceitação, Fabiana Karla também citou o fato de ser amiga de alguns integrantes do Porta dos Fundos, como por exemplo Fábio Porchat, que aprovou a publicação de tal vídeo.

– Alguns de vocês, inclusive, têm proximidade comigo a ponto de ter meu telefone e poderiam me ligar para perguntar se eu achava ofensivo. Eu defendo tantas causas, sou parceira de tanta gente, então nessa hora, no meu lugar de fala, eu não posso calar. Chega de empatia seletiva – disparou.

*Folhapress

Leia também1 Cidade Alerta causa revolta ao sugerir que vítima seja agiota
2 Eduardo Bolsonaro detona conteúdo matinal da Globo
3 Em desabafo, Datena revela que pode estar com depressão
4 Demitidos! Veja quem deu adeus à Rede Globo em 2020
5 Curada do câncer, Ana Maria Braga vence o vício do cigarro

WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.