Leia também:
X Polícia diz que ataque ao Porta dos Fundos não foi terrorismo

Prefeitura do RJ vai recorrer para ter gospel no Réveillon

Apresentação da cantora Anayle Sullivan segue na programação

Camille Dornelles - 26/12/2019 15h37

Réveillon de Copacabana de 2019 Foto: Riotur/Fernando Maia

A prefeitura do Rio de Janeiro afirmou que irá recorrer da ordem judicial que proibiu a apresentação da cantora gospel Anayle Sullivan no Réveillon de Copacabana, dia 31 de dezembro. A juíza Ana Cecília Argueso Gomes de Almeida, do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ) decidiu acatar a um pedido da Associação Brasileira de Ateus e Agnósticos (Atea) contra o show.

A decisão veio acompanhada de uma multa de R$ 300 mil caso o show aconteça. Nesta quinta-feira (26), a empresa RioTur afirmou que irá recorrer. O presidente da RioTur, Marcelo Alves, declarou que irá aceitar a decisão que vier da Justiça.

A expectativa de público para o Ano-Novo de Copacabana é de 2,8 milhões de pessoas. Haverá um palco principal e três telões espalhados pela praia: em frente às ruas Anchieta, Hilário de Gouveia e Bolívar. A prefeitura divulgou a sequência das atrações e manteve o nome de Anayle Sullivan na esperança de ganhar o recurso. Os shows acontecerão das 19h às 3h.

Cantora Anayle Sullivan segue na programação do Réveillon de Copacabana Foto: Reprodução

RÉVEILLON DE COPACABANA
Cantora gospel Anayle Sullivan
Violinista Allyrio Mello
Sambista Diogo Nogueira
Pagodeiro Ferrugem
Queima de fogos
DJ Marlboro
Escola de Samba da Mangueira

Leia também1 Paes defende Crivella após Justiça proibir show gospel
2 RJ: Justiça manda suspender show gospel no Réveillon
3 Ateus vão à Justiça contra Crivella por show gospel

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.