Leia também:
X Paulo Neto lança single com participação de Manú Paiva

EUA: Por conta do filme Cuties, Netflix perde assinantes

Segundo revista americana, taxa de cancelamento aumentou

Pleno.News - 15/09/2020 18h11 | atualizado em 16/09/2020 12h25

Sob acusações de sexualização infantil, Netflix lançou o filme Cuties Foto: Reprodução

Por conta do lançamento de Cuties, a Netflix também vem perdendo assinantes nos Estados Unidos. O filme tem sido alvo de protestos nas redes sociais por mostrar meninas de 11 anos que reproduzem coreografias hipersexualizadas.

A #CancelNetflix ficou em primeiro lugar no Trending Topics do Twitter, nos Estados Unidos. Um grande número de pessoas apontou que a produção é um prato cheio para os pedófilos.

Segundo a revista Variety, a queda nas assinaturas da Netflix começou no dia 10 de setembro, após a estreia do filme. Dois dias depois, a taxa de cancelamento ficou quase oito vezes maior que os níveis registrados em agosto. A YipitData apontou que a taxa de cancelamento é a maior registrada nos últimos anos.

Uma petição que defende o cancelamento da conta na Netflix já conseguiu mais de 600 mil assinaturas, no site Change.org.

A Variety ressaltou, porém, que ainda não está claro o impacto dos cancelamentos na base geral de assinantes da Netflix.

Cuties, cujo nome original é Mignonnes, foi dirigido por Maïmouna Doucouré. Segundo a diretora, a obra é uma crítica a sexualização de crianças.

Leia também1 Damares quer vetar o filme Cuties: "Não neste país, Netflix"
2 Internautas voltam a pedir boicote contra o filme Cuties
3 Eduardo Bolsonaro: "Netflix incentiva erotização precoce"
4 Netflix se pronuncia após polêmica com o filme Cuties
5 Web pede #CancelNetflix em protesto contra o filme Cuties

WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.