Vídeo contra Bolsonaro recebe enxurrada de deslikes

Música Proibido o Carnaval também ataca a ministra Damares Alves

Pleno.News - 08/02/2019 11h01

Caetano Veloso e Daniela Mercury Foto: Reprodução

O vídeo da música Proibido o Carnaval, de Daniela Mercury e Caetano Veloso, recebeu uma enxurrada de deslikes no YouTube na primeira semana. Desde a publicação, na terça-feira (5), ele já contabiliza mais de 60 mil avaliações negativas.

Muitos reclamaram da própria canção, mas outros se revoltaram com a crítica feita ao governo de Jair Bolsonaro. Em determinado momento, os dois também citam a fala da ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, sobre “rosa e azul”.

– Não queiram incutir na mente dos brasileiros que há censura, o que há, de fato, é o fim de verba pública destinada a vocês. Vocês politizaram a fala infeliz da ministra Damares como se existisse um óbice às pessoas usarem qualquer tipo de cor nas roupas. Larguem de ser cretinos, e sobrevivam sem a ajuda do governo. Vocês estão em declínio – comentou, revoltado, o usuário C. Sarmento.

– Tenta em Cuba. Ah, desculpe, esqueci que lá não tem Lei Rouanet – ironizou André Mores.

Outros criticaram o próprio nome da música.

– Mas ninguém proibiu o carnaval. Da onde esses esquerdopatas tiram isso? Vergonha alheia desses dois – afirmou Paula Braga de Carvalho.

A música foi escrita por Daniela Mercury, com produção dela e de sua companheira Malu Verçosa Mercury. Ela foi dedicada ao ex-deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ).

LEIA TAMBÉM+ Daniela Mercury consegue acordo com pastor Isidório
+ Após atacar cristãos, Daniela Mercury processa pastor
+ Feliciano acusa Caetano de tentar dificultar sua reeleição


Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo