Leia também:
X Nada a Perder se aproxima dos R$ 100 milhões em bilheteria

“Desejo de Morrer”: Fábio de Melo fala sobre transtorno

Segundo ele, não se pode tratar da vulnerabilidade alheia sem antes admitir a própria

Ana Luiza Menezes - 24/04/2018 09h46 | atualizado em 24/04/2018 11h08

Padre Fábio de Melo segue na luta contra a síndrome do pânico Foto: Reprodução

Visto por muitos como uma rocha espiritual, Padre Fábio de Melo falou novamente sobre sua luta contra a síndrome do pânico.

Demonstrando sinceridade, o líder religioso deixou claro acreditar que não se pode tratar da vulnerabilidade alheia sem antes admitir a própria. Ele fez uso de medicamentos e buscou ajuda de especialista para tratar crise aguda.

No momento mais agudo da crise, Fábio de Melo revelou que chorou como criança, quis morrer e chegou a se esconder debaixo da cama com medo.

O padre também falou sobre outros assuntos como perdas pessoais, incluindo a morte de sua irmã. Ele contou como ficou sua fé diante de tantas lutas.

– Eu pensava que aquilo era um resultado da vida. Não gosto de atribuir a Deus as minhas desgraças.

A síndrome do pânico é um transtorno que causa crises inesperadas de medo e mal-estar. Para você ter uma ideia, imagine que está conversando com seus amigos normalmente e, de uma hora para outra, começa a sentir palpitação, dor no peito e a suar frio. Em um ataque de pânico, os sintomas físicos aparecem subitamente e fazem com que a pessoa imagine desfechos catastróficos de outras doenças (como achar que está infartando), causando mais preocupação e podendo agravar o quadro.

Por ser um homem de fé, Fábio de Melo, segue confiando em Deus, tendo como resultado uma melhor compreensão sobre si mesmo. Ele acredita que muitas pessoas podem ser beneficiadas por seus depoimentos.

Leia também1 Ana Hickmann esclarece sobre sua fé após batismo em Israel
2 Petrônio Gontijo estará na novela Jesus, da RecordTV

Siga-nos nas nossas redes!
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.