Ópera de Plácido Domingo é cancelada por acusações

Tenor premiado é acusado de assédio sexual por nove mulheres

Pleno.News - 14/08/2019 10h03

Plácido Domingo é acusado de assédio sexual Foto: EFE//Kai Försterling

Após acusações de assédio sexual, o tenor Plácido Domingo teve um concerto cancelado por uma ópera que o receberia. Ele iria se apresentar na San Francisco Opera, nos Estados Unidos, no dia 6 de outubro.

A instituição afirmou, nesta terça-feira (13), que “defende uma forte política contra abusos” e preza pelos “máximos padrões de conduta profissional”. Ela emitiu uma nota oficial sobre sua decisão.

– A San Francisco Opera dá grande prioridade a criar um entorno seguro em que todos possam se concentrar em seus trabalhos e na arte, e no qual os colegas se tratam com respeito, dignidade e companheirismo – afirmou a companhia.

Quem comprou ingressos poderá trocá-los por outro concerto. Mais cedo, a Orquestra da Filadélfia anunciou que cancelaria um evento com o tenor espanhol por causa das acusações. Já a Los Angeles Opera, companhia da qual Plácido Domingo é diretor desde 2003, disse que abrirá uma investigação sobre o caso.

O CASO
O tenor espanhol José Plácido Domingo Embil, conhecido apenas como Plácido Domingo, está sendo acusado de assédio sexual por nove mulheres. Todas elas (uma dançarina e oito cantoras) afirmaram que os casos ocorreram na década de 80.

Plácido é ganhador de nove Grammys e cinco Grammys Latinos. Ele é casado com a soprano Marta Ornelas desde 1962, e atualmente está com 78 anos.

Procurado, o tenor afirmou que as alegações contra ele são profundamente perturbadoras e, como apresentadas, imprecisas.

*Com informações da Agência EFE

LEIA TAMBÉM+ Plácido Domingo é acusado de assédio sexual por 9 mulheres
+ Estudante denuncia assédio em hospital universitário
+ ONG quer que país legalize prostituição para reduzir HIV


Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo