CORONAVÍRUS
- Tudo o que você precisa saber
-->
Leia também:
X “Posso dizer que renasci”, diz Nego do Borel após cirurgia

No leito de morte, Morricone escreveu carta para a esposa

Maestro premiado de Hollywood faleceu aos 91 anos de idade

Camille Dornelles - 07/07/2020 09h48 | atualizado em 07/07/2020 09h53

Ennio Morricone, maestro criador de trilhas sonoras de Hollywood, faleceu aos 91 anos de idade Foto: EFE/Paul Bergen

O maestro italiano Ennio Morricone, vencedor do Oscar e um dos maiores nomes de Hollywood, faleceu nesta segunda-feira (6), aos 91 anos. Morricone havia sido hospitalizado em uma clínica em Roma, Itália, após cair e fraturar o fêmur.

Após o anúncio de sua morte, foi revelado que o maestro escreveu o próprio obituário. Um texto muito emotivo dedicado à sua família e amigos de longa data foi escrito por ele enquanto estava internado. Ele homenageou os quatro filhos, a nora e os quatro netos.

O encerramento da carta foi uma homenagem para a esposa, Maria Morricone, para quem afirmou que é seu “adeus mais doloroso”.

FAMA
Morricone ficou famoso por suas trilhas sonoras para grandes obras do cinema hollywoodiano, como a Trilogia dos Dólares, de Clint Eastwood – Por Um Punhado de Dólares (1964), Por Uns Dólares a Mais (1965) e Três Homens em Conflito (1966).

Nos anos 80 sua fama cresceu com as trilhas sonoras de A Missão (1986), Era uma Vez na América (1984), Os Intocáveis (1987) e Cinema Paradiso (1988).

Ele recebeu dois prêmios Oscar na carreira: em 2006, um Oscar Honorário, e o de Melhor Trilha Sonora em 2016 por Os Oito Odiados (2015), de Quentin Tarantino.

Confira abaixo o texto completo escrito pelo maestro.

OBITUÁRIO DE ENNIO MORRICONE
Ennio Morricone está morto. Anuncio a todos os amigos que sempre estiveram próximos de mim e também aos que estão um pouco distantes e os saúdo com muito carinho.

Impossível nomear a todos. Mas uma lembrança especial vai para Peppuccio e Roberta, amigos fraternos muito presentes nos últimos anos de nossa vida. Há apenas uma razão que me leva a cumprimentar todos assim e a ter um funeral privado: não quero incomodá-los.

Saúdo calorosamente Inês, Laura, Sara, Enzo e Norbert por terem compartilhado grande parte da minha vida comigo e com minha família. Quero lembrar com carinho as minhas irmãs Adriana, Maria, Franca e seus entes queridos e que elas saibam o quanto eu as amava.

Uma saudação completa, intensa e profunda aos meus filhos Marco, Alessandra, Andrea, Giovanni, minha nora Monica e aos meus netos Francesca, Valentina, Francesco e Luca. Espero que eles entendam o quanto eu os amava.

Por último mas não menos importante (Maria). Renovo a você o extraordinário amor que nos uniu e que lamento abandonar. Para você, o adeus mais doloroso.

Leia também1 Compositor italiano Ennio Morricone morre aos 91 anos
2 Petição tenta barrar filme de Paris Jackson como Jesus
3 Globo de Ouro adia premiação em 2021 por causa da Covid-19
4 A volta do cinema: Drive-In diverte na pandemia
5 Academia anuncia nova data do Oscar por causa da Covid

Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo