Leia também:
X Vídeo mostra que, em última entrevista, Paulinha Abelha já não estava bem de saúde

Caetano Veloso: “O governo é o avesso do que devemos ser”

Cantor ainda falou sobre a Lei Rouanet e alegou nunca ter dependido da medida

Paulo Moura - 25/02/2022 10h44 | atualizado em 25/02/2022 10h58

*EXCLUSIVO* AgNews - Show Ofertório - Caetano Veloso e seus filhos Moreno, Zeca e Tom - UnimedHall - SP
Cantor Caetano Veloso Foto: AgNews / Francisco Cepeda

Apoiador declarado do ex-presidente Lula e crítico ferrenho do governo do presidente Jair Bolsonaro, o cantor Caetano Veloso voltou a atacar a gestão federal ao dizer que o atual Executivo federal é “o avesso do que devemos ser”. A declaração foi dada pelo artista em uma entrevista publicada pelo site Metrópoles nesta sexta-feira (25).

– O governo que temos agora não tem paralelo com a ditadura, tem saudade dela, paixão pela deformação do poder público. É o avesso do que devemos ser – afirmou.

Caetano ainda comentou questões envolvendo a Lei Rouanet, nome dado à Lei de Incentivo à Cultura, da qual alega nunca ter dependido. Segundo o artista, a medida foi “criada com bons propósitos” e “deve ser bem interpretada e bem usada”.

– Pessoalmente, nunca dependi dessa lei. E sempre soube que ela deve ser bem interpretada e bem usada. Um governo honesto e elegante a melhoraria e faria jus ao nome de quem a criou, ou a rejeitaria por encontrar formas de incentivo mais eficazes. Não sou afeito a contas e finanças, mas sei que a lei foi criada com bons propósitos – disse.

Questionado sobre as eleições deste ano, o cantor disse parecer “provável” que o presidente Jair Bolsonaro perca a eleição presidencial. Entretanto, sem muita confiança em sua declaração, Caetano disse não ter certeza se isso realmente acontecerá. Ao final, ele ainda atacou o apoio ao governo, que chamou de “neurose coletiva”.

– Parece provável que Bolsonaro perca. Mas não é certo. De todo modo, mesmo que ele saia, a sociedade brasileira precisa mostrar-se mais forte do que a neurose coletiva que alimenta o bolsonarismo – finalizou.

Leia também1 Papa vai à embaixada da Rússia para mostrar preocupação
2 Quem é Volodymyr Zelensky, atual presidente da Ucrânia
3 Presidente da Ucrânia pode estar escondido e "indisponível"
4 Putin diz a Xi que está disposto a negociar com a Ucrânia
5 Zelensky pede a Putin que se sente à mesa de negociações

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.