Leia também:
X Aos 56 anos, morre a pastora e cantora Ludmila Ferber

Amigos destacam garra e legado deixados por Ludmila Ferber

Pastora morreu na quarta-feira após travar longa batalha contra o câncer

Paulo Moura - 27/01/2022 08h22 | atualizado em 27/01/2022 09h46

Pastora Ludmila Ferber Foto: Arquivo Pessoal

Diversos amigos da pastora e cantora Ludmila Ferber manifestaram, nesta quinta-feira (27), o pesar pela morte da artista. Nas redes sociais, músicos e pastores ressaltaram principalmente a garra com a qual Ludmila travou a longa batalha contra o câncer e o legado deixado por Ferber com seu ministério.

A cantora Aline Barros afirmou que Ludmila “foi uma verdadeira guerreira” e que ela “deixou um legado, marcou gerações”.

Já o cantor Davi Sacer lembrou a última vez que se encontrou com Ludmila e manifestou sua dor pela morte da amiga: “Como dói perder alguém que tanto me influenciou”.

A cantora Jozyanne, por sua vez, citou a oportunidade que teve de conviver com Ludmila e declarou que a pastora foi “um exemplo de coragem, fé e ousadia, uma mulher que liberava a palavra profética e que cumpriu o propósito de Deus nesta terra”.

A também cantora Cassiane escreveu que Ludmila “está com o Pai” e lembrou que teve oportunidade de gravar duas músicas de Ferber.

A garra de Ludmila na batalha contra o câncer também foi enfatizada pela cantora Sarah Farias, que disse que a pastora “lutou como uma guerreira até o fim!”.

Já o pastor Lucas destacou que faz “parte da geração que foi marcada pelas canções e pela vida” de Ferber.

Diversos líderes religiosos também ressaltaram a garra e o legado deixado pela cantora.

Para o pastor Emerson Pinheiro, marido da cantora Fernanda Brum, Ludmila lutou e “serviu ao Senhor” até o fim.

Já o pastor André Valadão fez questão de lembrar que a amiga foi a primeira pessoa a incentivá-lo a começar um ministério.

Confira abaixo as diversas mensagens deixadas por amigos da pastora:

LUDMILA TRAVOU BATALHA CONTRA O CÂNCER COM OTIMISMO
A pastora e cantora Ludmila Ferber lutava contra um câncer de pulmão, diagnosticado em 2018, que gerou metástase no fígado e nos ossos, e estava internada para um novo tratamento há alguns dias.

A morte da artista, que ocorreu na quarta-feira (26), foi confirmada pela nossa reportagem com amigos próximos de Ludmila.

Ao longo dos tratamentos que fez, a pastora sempre se mostrou otimista, confiante e compartilhou alguns momentos em suas redes sociais.

Em 2018, a cantora deu uma entrevista exclusiva ao Pleno.News e falou sobre a descoberta da doença.

– Eu me submeti a uma biópsia no pulmão, e receber a notícia foi um choque. A vida da gente fica de pernas para o ar. É difícil de explicar. Só entende quem passa por uma situação dessa, seja com você mesmo ou com alguém que você ama demais. Nessa situação, você vê que precisa de um milagre sendo operado na sua vida ou na vida de quem você ama – contou.

Com mais de 30 anos de carreira, Ludmila Ferber é autora de canções que impactaram gerações. Entre suas composições mais conhecidas estão músicas como Nunca Pare de Lutar e Os Sonhos de Deus.

Leia também1 Aos 56 anos, morre a pastora e cantora Ludmila Ferber
2 Fernanda Brum lamenta morte de Ludmila Ferber: "Saudade"
3 Cristã, Karina Bacchi revela 'nojo' por seu ensaio da Playboy
4 Covid: Anvisa irá reavaliar uso de autotestes nesta sexta-feira
5 Biden deporta brasileiros em massa, que relatam humilhações

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.