Leia também:
X “Não sabe onde se meteu”, diz Dilma sobre O Mecanismo

Parque Lage arrecada mais de R$ 700 mil para Queermuseu

Financiamento coletivo ultrapassou a meta da instituição

Camille Dornelles - 27/03/2018 12h20 | atualizado em 27/03/2018 12h22

Parque Lage recebeu financiamento coletivo para mostra Queermuseu Foto: RioTur/Alexandre Macieira

Com o financiamento coletivo, a Escola de Artes Visuais (EAV) do Parque Lage, no Rio de Janeiro, arrecadou mais de R$ 700 mil para a montagem da exposição Queermuseu – Cartografias da Diferença na Arte Brasileira. O montante foi alcançado nesta segunda-feira (26) e é maior do que a meta, de R$ 690 mil.

De acordo com o curador da EAV, Ulisses Carrilho, “não há mais nada que se possa fazer para impedir a mostra”. O responsável pela exposição, Gaudêncio Fidelis, comemorou a arrecadação.

– — A campanha de financiamento da Queermuseu acaba de ultrapassar a meta de arrecadação, garantindo a reabertura desta extraordinária exposição que inaugurou no centro da sociedade brasileira um profundo debate sobre gênero e sexualidade – informou.

A mostra ficou conhecida após um boicote ao Santander Cultural, em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul. Ela continha obras que mostravam cenas de heresia, zoofilia e pedofilia. Após os protestos alegando que se tratava de “conteúdo obsceno e blasfemo”, a instituição cancelou a exibição.

Logo após, instituições do Rio de Janeiro mostraram interesse em expor a obra e foram alvos de críticas. O prefeito da cidade, Marcelo Crivella, chegou a proibir que a exposição fosse montada nos museus públicos.

Leia também1 Ministério da Justiça debate sobre classificação indicativa
2 Evento da Queermuseu deve acontecer nesta quinta-feira
3 Magno Malta fala da decisão do MPF sobre La Bête

Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.