Leia também:
X Fora da Globo, Tiago Leifert volta a escrever e cria newsletter

Ator Wagner Moura chama governo Bolsonaro de ‘terrorista’

Ator foi entrevistado pelo programa Roda Viva, da TV Cultura

Gabriela Doria - 02/11/2021 09h24 | atualizado em 03/11/2021 12h39

Wagner Moura foi entrevista pelo programa Roda Viva, da TV Cultura Foto: Reprodução TV Cultura

Em entrevista ao programa Roda Viva, da TV Cultura, o ator e diretor Wagner Moura afirmou nesta segunda-feira (1º) que o presidente Jair Bolsonaro faz terrorismo no Brasil. Moura também comentou sobre as dificuldades em lançar Marighella, filme que dirigiu e está pronto há mais de dois anos.

– Os acusados de terroristas são os pobres, o MST [Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra], o Black Lives Matter, e isso sempre me incomodou, mas 600 mil mortos por Covid é terrorismo, 19 milhões de pessoas passando fome, a Amazônia pegando fogo, o ministro da Economia que tem uma conta offshore enquanto o povo paga imposto alto, é terrorismo – disparou.

O ator, que lançou nesta semana o filme Marighella – sobre o guerrilheiro de esquerda que atuou na luta armada durante a ditadura militar -, acusou o governo e a Agência Nacional de Cinema (Ancine) de censurar a exibição do longa.

– Eu não tenho medo dessa gente, são covardes. Fazer um filme sobre Marighella no Brasil faz parte de um movimento contra o fascismo do qual me orgulho de participar – afirmou.

Em outro trecho da entrevista, quando comentou sobre os filmes Tropa de Elite 1 e 2, o artista afirmou que a família Bolsonaro “tem relação profunda com a milícia do Rio de Janeiro”.

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.