Leia também:
X Gislaine e Mylena lançam single Fica Firme pela MK Music

Cineasta que chamou Bolsonaro de fascista poderá estar no Oscar 2022

Filme Deserto Particular é indicado para representar o Brasil na famosa premiação

Monique Mello - 15/10/2021 16h46 | atualizado em 15/10/2021 17h09

Aly Muritiba já foi carcereiro antes de ingressar no cinema Foto: Reprodução/TV Globo

A Academia Brasileira de Cinema e Artes Audiovisuais anunciou nesta sexta-feira (15) o filme indicado pelo Brasil para disputar uma vaga na categoria de melhor filme internacional no Oscar 2022. Deserto particular, do cineasta baiano Aly Muritiba, foi o escolhido.

Aly Muritiba, que já foi carcereiro, é crítico declarado do governo Bolsonaro. O longa Deserto particular já lhe rendeu um prêmio na mostra paralela do Festival de Veneza, em setembro deste ano. Na ocasião, ao comentar sobre o prêmio, o diretor teceu críticas ao atual presidente da República.

– Desde 2016, com o golpe que tirou do poder uma presidenta democraticamente eleita, minha geração, formada depois da ditadura militar, enfrenta o momento mais dramático de sua existência – declarou.

Muritiba afirmou também que a gestão de Bolsonaro prejudica as minorias e o chamou de fascista.

– Depois da eleição de Bolsonaro, todas as minorias passaram a ser sistematicamente perseguidas. Essa época de ódio me motivou quando decidi sobre o que seria meu próximo filme. Faria uma obra sobre encontros. Nesse momento de ódio, resolvi fazer um filme sobre o amor – acrescentou.

Deserto Particular conta a história de Daniel, um policial exemplar de Curitiba que acaba colocando sua carreira em risco ao cometer um erro. Quando Sara, a mulher com quem mantém uma relação virtual, para de responder suas mensagens, ele decide viajar ao Nordeste para procurá-la.

A 94ª edição do Oscar será realizada no dia 27 de março de 2022.

Pôster do filme Deserto Particular Foto: Divulgação/Pandora Filmes

Leia também1 Globo exibirá novelas antigas no lugar de Malhação, diz colunista
2 “Serei o novo presidente da República", declara Datena
3 Tandara volta a criticar presença de trans no vôlei: "Não concordo"
4 Web critica a IstoÉ por capa que compara Bolsonaro a Hitler
5 'Renan deveria ter vergonha', diz Flávio sobre indiciar Bolsonaro

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.