Leia também:
X USP lançará teste PCR específico para variante brasileira da Covid

Médicos fazem carta aberta pela volta às aulas presenciais

Grupo de profissionais defende a escola como atividade essencial

Pleno.News - 27/02/2021 12h21 | atualizado em 27/02/2021 18h26

aluno de costas em sala de aula
Parte dos alunos estão sem aulas presenciais há um ano [Imagem Ilustrativa] Foto: Taylor Wilcox | Unsplash
Um grupo de médicos em Minas Gerais publicou uma carta aberta cobrando que as escolas sejam reabertas no estado. Parte dos alunos está prestes a completar um ano sem aulas presenciais. Os organizadores do movimento afirmam que o documento possui 1,2 mil assinaturas de profissionais da saúde e também de outras áreas.

O grupo defende a educação como atividade essencial, e afirma que apesar do fechamento temporário ter sido necessário inicialmente para melhor compreensão do novo coronavírus, está na hora das escolas reabrirem as portas.

– A capacidade de transmissão da Covid-19 é muito menor em crianças do que em adultos e de que crianças e adolescentes representam apenas 8% dos casos de coronavírus no mundo – afirma trecho do documento.

O texto destaca danos emocionais e cognitivos que médicos têm identificado em estudantes nos consultórios.

– Nossos consultórios mantêm o movimento inalterado, entretanto houve um acréscimo gigantesco de crianças com traumatismos físicos e alterações cognitivas e psiquiátricas graves (…) Esperamos que a saúde seja vista de novo como resultante não apenas do nosso estado biológico, mas também dos nossos aspectos psíquicos e sociais, que inevitavelmente mostrar-se-ão, cedo ou tarde, indissociáveis, a despeito da nossa vontade – prossegue o texto.

A carta demonstra ainda preocupação sobre o que as crianças têm feito com as escolas fechadas enquanto os pais trabalham fora.

– Adultos não estão em casa, basta olhar pela janela. São apenas oito milhões de brasileiros em trabalho remoto. Se todos os outros mais de 200 milhões de brasileiros não estão em casa, pensem onde e com quem estarão suas crianças e assim entenderão, em parte, muitos dos riscos já presentes nestas crianças e o que estão fazendo durante a pandemia – argumentam.

O grupo diz estudar as condições adequadas para a retomada segura das atividades escolares presenciais em Minas Gerais, “baseados em ampla literatura médica de experiências de retomada e estudos científicos ao redor do mundo”.

O movimento pode ser acompanhado e apoiado por meio do formulário da carta, ou pelas páginas Pais Pela Educação BH e Juntos Pela Educação MG.

Leia também1 Vacina: Pazuello avalia incluir professores como prioritários
2 USP lançará teste PCR específico para variante brasileira da Covid
3 Vacina da Pfizer reduz infecções assintomáticas na 1ª dose
4 Diretor da OMS diz que Brasil vive tragédia e fala em '4ª onda'
5 Doze estados elevam restrições de circulação por conta da Covid

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.