Libras pode ser incluída na grade obrigatória das escolas

Língua é considerada segundo idioma oficial do Brasil

Pleno.News - 02/01/2019 09h42

A primeira-dama Michelle Bolsonaro discursa em Libras no Parlatório do Palácio do Planalto Foto: Agência Brasil/Marcelo Camargo

Após o feito histórico da primeira-dama Michelle Bolsonaro durante a posse nesta terça-feira (1º), a Língua Brasileira de Sinais (Libras) recebeu maior destaque. A língua é o segundo idioma oficial do Brasil e pode ser incluída na grade curricular obrigatória das escolas públicas.

A proposta está em análise no Congresso Nacional. Ela foi enviada como petição pública pelo portal e-Cidadania, do Senado Federal, e tem 20 mil assinaturas. Ela aguarda relatório na Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH).

A relatora na CDH é a senadora Ana Amélia (PP-RS). Se o parecer da senadora for favorável, a sugestão será convertida em projeto de lei. A partir daí, passa a tramitar nas comissões do Senado, que devem analisar o mérito da proposta.

LEIA TAMBÉM+ Jair Bolsonaro juramenta os 22 ministros de seu governo
+ Leia a íntegra o discurso de Jair Bolsonaro no parlatório
+ Em discurso, Bolsonaro exalta a Deus e defende Brasil unido


Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo