Leia também:
X Em nova debandada no MEC, 11 servidores anunciam renúncia coletiva

Calouros da PUC-Rio recebem cartilha em linguagem neutra

Documento também contém instruções para atos de militância

Monique Mello - 10/03/2022 15h07 | atualizado em 10/03/2022 15h38

Capa da cartilha da PUC-Rio Foto: Reprodução/DEC PUC-Rio

O Diretório Central dos Estudantes da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio) lançou uma cartilha toda redigida em linguagem neutra, direcionada aos calouros. A linguagem neutra é um conceito progressista que evita o uso dos gêneros masculino e feminino a fim de tornar a comunicação mais “inclusiva”.

Com o título Bem-vindes, Caloures, a cartilha foi lançada na semana passada e contém orientações para os alunos aderirem a coletivos da universidade, bem como manifestações.

– Atentes (sic) a datas importantes – avisa um trecho do texto.

O primeiro ato ocorreu nesta terça-feira (8), em alusão ao Dia Internacional das Mulheres. O próximo evento será na segunda-feira (14), em homenagem à Marielle Franco, vereadora assassinada em 2018. No anúncio do evento, há o alerta para que os alunos “Fiquem ligades (sic) no Instagram”.

O perfil do DCE da PUC-Rio na rede social mantém a linguagem neutra adotada na cartilha em todos os posts. A publicação que anuncia a “novidade” para os estudantes recém-chegados tem como legenda “Sou caloure (sic) da PUC. E agora?”.

O perfil, inclusive, vem recebendo muitas críticas pelo uso da linguagem neutra, que também é chamada de “não binária”.

– Seguimos com a programação normal de doutrinação em faculdades – comentou um internauta.

– Sou ex-aluno e sinto vergonha – disparou outro.

Para definir do que se trata o DCE, o diretório diz “como a entidade de máxima representação de todes (sic) estudantes, independente do curso. Ele é um espaço que apresenta as demandas estudantis e defende os interesses des (sic) estudantes, assim como é responsável por organizar eventos e promover debates e mobilizar es (sic) estudantes frente a diversas pautas e lutas tanto dentro quanto fora da universidade”.

Leia também1 Funcionários acusam Disney de cortar cenas LGBT em animações
2 Chile realiza seus primeiros casamentos entre homossexuais
3 Ator é alvo de ação trabalhista, ex-funcionária pede R$ 260 mil
4 Namorado de Fátima Bernardes perde ação contra Carla Zambelli
5 Caetano Veloso leva artistas ao STF em prol do meio ambiente

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.