Leia também:
X Jornalismo agredido

Você participa de manifestações?

Virgínia Martin - 10/04/2018 07h00 | atualizado em 10/04/2018 12h44

Acabar com a corrupção deve ser prioridade do próximo governo. Esta é a opinião de 49% da população brasileira. A pesquisa é recente e foi feita pelo movimento Agora!, em parceria com o instituto Ideia Big Data. A conclusão pode parecer óbvia, mas as evidências são ainda maiores. Basta checar o aumento de movimentos populares que reivindicam um Brasil mais justo, mais limpo e mais viável para viver com segurança, principalmente neste ano de eleições.

O Pleno.News gosta disso. Quer ser canal para que essas vozes do povo, das ruas, tenham espaço para suas pautas. Nada mais significativo para o jornalismo do que divulgar as propostas de grupos sérios que lutam a favor da democracia, da ética, da igualdade, dos direitos fundamentais…

A História tem provas sobre contribuições que mudaram o trâmite dos acontecimentos. Até acredito que o conhecido Dia do Fico, de 1822, foi resultado de manifestações coletivas. Nessa empreitada de causas jurídico-sociais, surgem novos formatos e novos propósitos, sempre com direito de reunião em locais públicos com a liberdade de manifestação de pensamento. O que vale é respeitar os limites da democracia e do pluralismo político. E que muitos princípios cristãos – leia-se também valores da família – sejam o maior grito das multidões. Porque movimentos populares revelam o estado de gente cansada, preocupada, insatisfeita, carente de explicações e resultados.

Daqui até outubro teremos muito o que vislumbrar pelas ruas das cidades. Busque esclarecimento, participe com consciência!

Virgínia Martin é editora-chefe do Pleno.News. Formada em Jornalismo, com pós-graduação em Propaganda e Marketing, em Comunicação Empresarial e em Pedagogia, tem mestrado em Multimeios.

Leia também1 Jornalismo agredido
2 Álvaro Dias: 'Incompetência e corrupção arrasaram o Brasil'
3 Estilista revela as últimas tendências de vestido de noiva

Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.