Leia também:
X Senado prevê votar Marco das Ferrovias nesta quarta-feira

Saque-aniversário do FGTS é antecipado. Veja se vale a pena

Alguns bancos possibilitam a antecipação de até cinco saques de uma só vez

Monique Mello - 21/09/2021 11h31 | atualizado em 21/09/2021 12h02

Saque do FGTS Foto: Divulgação

Desde 2019, os trabalhadores com carteira assinada podem aderir ao saque-aniversário do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço), que permite uma retirada anual dos valores das contas do fundo, do saldo da conta. A partir de então, os bancos passaram a oferecer linhas de créditos de antecipação do fundo, oferecendo a quantia antes da liberação oficial.

Alguns bancos do país possibilitam a antecipação de até cinco saques de uma só vez. No entanto, embora seja uma facilidade atraente, é importante lembrar que antecipação do saque aniversário se enquadra na modalidade de empréstimo pessoal. Dependendo do banco, as taxas de juros chegam a 2% ao mês, além do IOF, por se tratar de operação comercial.

O pagamento do saque-aniversário é calculado com base no saldo que o trabalhador tem em seu FGTS. Dependendo do saldo, o empregado pode sacar uma porcentagem do total, mais uma parcela adicional fixa.

Exemplo: um trabalhador nascido em dezembro e com R$ 10 mil de saldo no FGTS poderia, em três anos, retirar R$ 6.466 pelo saque-aniversário. Se essa mesma pessoa fizer a antecipação a uma taxa de 1,99% ao mês mais IOF (Imposto sobre Operações Financeiras), vai poder sacar somente R$ 4.963,93.

VALE A PENA ANTECIPAR O SAQUE?
De acordo com o especialista, é preciso atenção antes de contratar o produto, especialmente quando não há urgência para o uso do dinheiro.

– Não se deve resgatar o FGTS para adquirir algo que não é prioridade, simplesmente porque quer antecipar um sonho – disse ao CNN.

Ele lembra que o fundo é uma poupança compulsória, criada com o objetivo de dar segurança ao trabalhador no momento da demissão, da aposentadoria ou quando for comprar um imóvel.

Contudo, Rocha destaca que a taxa pela antecipação está abaixo dos padrões de outras linhas de crédito, como o cheque especial, que chega a 11% ao mês, e afirma que “se a pessoa está negativada e consegue fazer um acordo com o banco ou precisa do dinheiro para reforçar o orçamento do mês, pode ser uma boa saída”.

COMO SOLICITAR
Antes da operação, o titular deve acessar o aplicativo do FGTS e permitir que os bancos consultem o saldo disponível, função fixada na tela inicial do aplicativo da Caixa.

O trabalhador, então, precisa checar com seu banco se ele oferece a opção de antecipação. Dependendo da instituição, a contratação do empréstimo pode ser feita pela internet ou nas agências físicas. A quantidade de saques que podem ser antecipados também varia.

Como pré-requisitos, é preciso ser maior de 18 anos, estar com CPF em situação regular e não ter contratos em atraso com o banco em questão. Além disso, é necessário ter conta corrente ou poupança ativa para o depósito do empréstimo.

A Caixa afirma que, ao todo, mais de R$ 9 bilhões já foram emprestados usando esta modalidade de crédito.

– Das operações, 45% foram solicitadas por clientes sem renda e mais de 38% por pessoas com rendimentos de até R$ 2.000 – informou a instituição.

Leia também1 Aumento da alíquota do IOF começa a valer a partir de hoje
2 Bolsonaro zera imposto de remédio para tratar o câncer
3 Kataguiri quer fim de frentistas em postos de combustível
4 Veja a íntegra do discurso de Jair Bolsonaro na ONU
5 Senado prevê votar Marco das Ferrovias nesta quarta-feira

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.