Leia também:
X ‘Cancelamento prejudicou minha carreira’, diz Maurício Souza

Precatórios: Bolsonaro diz “pedir a Deus” por aprovação da PEC

Proposta está sendo analisada pelo Senado

Henrique Gimenes - 26/11/2021 16h59 | atualizado em 26/11/2021 17h49

Presidente Jair Bolsonaro Foto: Presidência da República/Alan Santos

Nesta segunda-feira (26), o presidente Jair Bolsonaro falou sobre a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) dos Precatórios durante sua participação na cerimônia do Jubileu da Brigada de Infantaria Paraquedista, no Rio de Janeiro (RJ). Em discurso, Bolsonaro disse pedir a Deus para que o texto seja aprovado no Senado.

Os precatórios são dívidas estabelecidas após derrotas na Justiça, o que acaba por “comprometer” o Orçamento, já que os valores precisam ser pagos pelo governo.

A ideia da PEC dos Precatórios é abrir um espaço de R$ 91,6 bilhões no Orçamento de 2022 para o pagamento do Auxílio Brasil e outros gastos, às vésperas da eleição presidencial. A intenção é limitar o valor máximo que governo precisará pagar de precatórios. No total, o limite será de R$ 39,9 bilhões, em vez de R$ 89 bilhões. O texto da PEC passou pela Câmara no início do mês e está em análise no Senado.

– A gente pede a Deus que consiga aprovar a PEC dos Precatórios semana que vem […] A gente faz o possível [pela aprovação]. Você vê que a nossa forma de governar é diferente de outros presidentes. É diferente – destacou Bolsonaro.

Leia também1 Deputado quer proibir realização do Carnaval no país inteiro
2 Bolsonaro: 'Quer que eu pague ração para ema do meu salário?'
3 Fux sobre reduzir idade máxima de ministros: Viola Constituição
4 Janaina diz que votaria em Moro em 2º turno contra Bolsonaro
5 Advogado de Adélio afirma que trocou celular mais de 20 vezes

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.