Leia também:
X Economista diz que aumento do auxílio sem fonte é prejudicial

Mercado aposta em aumento da inflação após PEC da Transição

Previsão também vale para Selic, IPCA, câmbio e outros índices

Leiliane Lopes - 21/11/2022 20h05 | atualizado em 22/11/2022 10h44

O desequilíbrio fiscal traz inseguranças para a economia brasileira Foto: Pexels

O Boletim Focus divulgado, nesta segunda-feira (21), traz previsões do mercado financeiro para o aumento da inflação e da taxa Selic em decorrência da insegurança causada pela apresentação da PEC da Transição ao Congresso Nacional.

O documento reflete as incertezas do mercado diante da possibilidade de desequilíbrio fiscal.

Sobre a inflação, a previsão é que o ano encerre com esse índice em 5,88%. Na semana passada, o aumento previsto era de 5,82%. Já para o próximo ano, a previsão é 5,01%, sendo que no último boletim estava em 4,94%.

Sobre a taxa Selic, o mercado acredita que ela terminará o ano de 2022 em 11,50%. Nas últimas 10 semanas a previsão era de 11,25%. Já para o próximo ano, os especialistas apostam em 13,75%.

Outro índice que pode aumentar, segundo o boletim, é o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) que há três meses estava em deflação e que teve uma alta de 0,59% no mês da eleição. A mudança do IPCA se dá em decorrência da elevação de preços do grupo de transportes.

Leia também1 Ministro do TCU resolve tirar licença após áudio polêmico
2 Sete seleções europeias desistem de usar símbolo LGBTQ+
3 Militares da ativa criticam Moraes, Lula e o TSE na web
4 Randolfe pede afastamento de Nardes e convocação no Senado
5 Yago Martins para José Genoino: "Regular igrejas é psicopatia"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.