Leia também:
X Bolsonaro diz que há cadastros irregulares no Bolsa Família

Internet 5G impulsionará Brasil em áreas estratégicas, diz Faria

Fábio Faria deu declarações no Mobile World Congress 2021, em Barcelona

Pleno.News - 29/06/2021 18h29 | atualizado em 29/06/2021 18h36

Ministro das Comunicações, Fábio Faria Foto: Agência Brasil/Marcelo Camargo

A indústria pesada, a produção de commodities e o agronegócio brasileiro terão aumento de produtividade com a chegada da tecnologia 5G no país. A avaliação foi feita nesta terça-feira (29) pelo ministro das Comunicações, Fabio Faria, durante o Mobile World Congress 2021, em Barcelona. As informações são da Agência Brasil.

Segundo Faria, que apresentou o painel Inovação e Investimento 5G, o leilão de frequências no Brasil, que deve acontecer no segundo semestre de 2021, impulsionará a economia global. Para tanto, o ministro afirma que é necessário o investimento contínuo no setor de telecomunicações.

– As aplicações 5G nos ajudarão a aumentar a produtividade brasileira em setores que temos participação internacional significativa, como minério de ferro, soja, proteína animal, café, máquinas e aeronaves – disse.

Durante a palestra, o ministro voltou a defender a ampliação do sinal digital e das telecomunicações em solo brasileiro.

Na avaliação de Fabio Faria, o chamado deserto digital (área brasileira sem cobertura de internet rápida e sem acesso ao sinal digital de televisão) é um entrave para o desenvolvimento socioeconômico do país, que deverá ser resolvido com as soluções propostas no leilão das frequências 5G.

INTERNET EM TODO O BRASIL
Entre as exigências para os arrematadores está a expansão da tecnologia 4G para todo o território nacional. Cerca de 2,5 mil comunidades indígenas e 48 mil quilômetros de rodovias federais também serão beneficiados.

O encontro fez parte do Programa Ministerial da GSMA, evento que reúne ministros, entidades reguladoras de telecomunicações, autoridades de proteção de dados e representantes de grandes organizações do setor.

Além dos impactos econômicos, Faria defendeu a importância do leilão do 5G para ampliar a conectividade no país e acabar com o deserto digital. O leilão prevê, entre outras metas, o aporte de investimentos para expandir a cobertura da banda larga para mais de 2,5 mil comunidades indígenas e para 48 mil quilômetros de rodovias federais.

– A partir do leilão também vamos implantar um sistema de fibra óptica para atender comunidades na Amazônia e disponibilizaremos rede privativa segura para o governo – informou o ministro.

Segundo previsão do Ministério das Comunicações, a adoção do 5G fará com que o número de dispositivos móveis atrelados à Internet das Coisas passe de 30 milhões para 100 milhões em 2023, número que significa maior automação de serviços e ampliação da tecnologia de conectividade entre dispositivos móveis e eletrônicos em geral.

De acordo com estimativas da GSMA, o 5G deve agregar 2,2 trilhões de dólares (R$ 9 trilhões) à economia global nos próximos 14 anos devido aos benefícios digitais que levará a setores como manufatura, saúde e serviços públicos.

Leia também1 Governo quer redução maior do Imposto de Renda para empresas
2 Guedes: Arrecadação recorde reflete retomada da economia
3 Aneel decide por reajuste de 52% na bandeira vermelha 2
4 Com R$ 142 bilhões, arrecadação tem melhor maio desde 2000
5 Gás de cozinha sobe 4,3% em 1 mês e chega a custar R$ 130,00

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.