Leia também:
X Governo lamenta decisão da Ford de encerrar a produção

Inflação fecha 2020 dentro da meta estabelecida pelo BC

Dezembro puxou número para 4,52%, levemente acima do centro da meta

Pleno.News - 12/01/2021 10h23 | atualizado em 12/01/2021 10h33

Inflação fechou 2020 em 4,52% Foto: Fotos Públicas/Rafael Neddermeyer

Com alta de 1,35% em dezembro, em boa parte puxada pela conta de luz mais cara, o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), o indicador oficial de inflação do país, fechou 2020 com avanço de 4,52%. O resultado, informado nesta terça-feira (12) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), ficou dentro da meta do Banco Central (BC), que era entre 2,5% e 5,5%.

Quando a pandemia se abateu sobre a economia, provocando a recessão global, o IPCA chegou a registrar taxas negativas. Com as atividades paradas, os preços, sobretudo de serviços, despencaram nos primeiros meses de isolamento social. Todas as previsões apontavam, na época, para um IPCA abaixo da meta do BC no ano passado.

O cenário mudou a partir de meados do ano passado. Com a concentração da demanda em itens básicos e a alta do dólar, os alimentos para consumo no domicílio começaram a encarecer rapidamente. Fecharam 2020 com alta de 14,09%, a maior desde 2002, quando foi de 19,47%.

Desde que o encarecimento dos alimentos entrou no radar em meados de 2020, economistas vêm apontando para o caráter temporário da alta. Mesmo que a inflação de alimentos venha se prolongando – o que afeta, sobretudo, as famílias mais pobres -, esse caráter temporário segue no cenário dos analistas.

Tanto que, para 2021, as projeções apontam para um IPCA anual de 3,30%, diante de uma meta do BC mais baixa que a deste ano, de 3,75%, com a mesma margem de 1,5 ponto. Com as projeções apontando para perto da meta, uma reação do BC, com alta da taxa básica de juros – a Selic, hoje em 2,0% ao ano – para conter a demanda, não deverá ser acelerada por causa da leitura final do IPCA do ano passado.

*Estadão

Leia também1 Covas alega defasagem do teto salarial para justificar aumento
2 Câmara confirma aumento de 46% no salário de Bruno Covas
3 Giba tem prisão decretada por falta de pagamento de pensão
4 Doria ignora pandemia e amplia verba com publicidade em 69%
5 Projeção de inflação de 2020 é mantida em 4,3%, aponta BC

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.