IBGE: Taxa de desemprego recua e fecha 2019 em 11,9%

Número de trabalhadores com carteira assinada fechou dezembro com 33,7 milhões

Paulo Moura - 31/01/2020 09h57

Taxa de desemprego teve redução no país Foto: Marcos Santos/USP Imagens

O Brasil encerrou o trimestre outubro-dezembro com a taxa de desemprego em 11%, mostraram os números divulgados pela PNAD (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua), do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), nesta sexta-feira (31).

O resultado coincide com a expectativa dos economistas ouvidos pela Bloomberg, que esperavam que a taxa desemprego atingisse 11%. O número caiu 7,1% em relação ao trimestre anterior, o equivalente a 883 mil pessoas.

O índice de desemprego também caiu, já que no trimestre encerrado em setembro ela ficou em 11,8%. Na comparação com o mesmo período de 2018, houve queda de 0,6 ponto percentual.
A média anual de desemprego ficou em 11,9%, um recuo comparado ao ano anterior, quando ficou com 12,3%.

Foram 12,6 milhões de desocupados em média no ano de 2019, um recuo de 1,7%, ou 215 mil pessoas a menos, em relação a 2018. O trabalho informal atingiu seu maior contingente desde 2016 no Brasil, com 41,4% da força de trabalho, ou o equivalente a 38,4 milhões de pessoas, apesar da estabilidade com relação ao ano anterior, 2018.

Em dezembro, número de trabalhadores com carteira assinada registrou 33,7 milhões, enquanto o número de trabalhadores por conta própria ficou em 24,6 milhões.

*Folhapress


Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo