Leia também:
X Weber será relatora de ação para derrubar perdão de Bolsonaro

Guedes defende reajuste do governo a servidores federais

Ministro da Economia disse que o valor foi escolhido devido às eleições e à legislação eleitoral

Henrique Gimenes - 22/04/2022 15h57 | atualizado em 22/04/2022 16h23

Ministro da Economia Paulo Guedes
Ministro da Economia Paulo Guedes Foto: PR/Alan Santos

Nesta sexta-feira (22), o ministro da Economia, Paulo Guedes, defendeu o reajuste de 5% proposto pelo governo para os servidores federais. De acordo com ele, o valor foi escolhido por estar próximo às eleições e também pela legislação eleitoral.

As declarações ocorreram durante uma entrevista coletiva nos Estados Unidos (EUA). Guedes viajou ao país para participar de eventos.

– O pleito [dos servidores por reajuste] num ano eleitoral não pode ser satisfeito com facilidade, porque isso é visto, pela lei eleitoral, como se fosse favorecimento específico a uma categoria e, portanto, uma tentativa de buscar votos numa categoria específica. (…) O que a lei eleitoral permite é que haja aumentos lineares, não diferenciados, e que possam tratar apenas da reposição no ano – apontou.

Ele então explicou o motivo de o reajuste ser de 5%.

– Não pode dar aumento de 40% porque está há três anos atrasado. O que pode é pegar a inflação acumulada naquele período do ano. Então, se der [aumento] em 1º de julho, pode dar até o limite daquele número da inflação, que deve ser 5% – destacou.

Leia também1 Weber será relatora de ação para derrubar perdão de Bolsonaro
2 Randolfe se revolta: "Bolsonaro quer atear fogo no Brasil"
3 Garcia exalta Bolsonaro por indulto concedido a Silveira
4 Esposa de Silveira agradece Jair Bolsonaro por indulto
5 Inconformado, Renan vai ao STF para barrar perdão de Bolsonaro

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.