Leia também:
X Homem armado ameaça se matar diante da sede da ONU

Guedes: ‘China é socialista só no nome. É capitalista selvagem’

Para o ministro, crescimento do país ocorre por sua postura de mercado

Pierre Borges - 02/12/2021 16h54 | atualizado em 02/12/2021 17h00

Ministro da Economia, Paulo Guedes Foto: PR/Marcos Corrêa

O ministro da Economia, Paulo Guedes, declarou na tarde desta quinta-feira (2) que a China é um país “socialista só no nome”. Ele fez a declaração enquanto falava sobre o crescimento econômico do país asiático durante evento de comemoração de 10 anos de concessões aeroportuárias no Brasil.

– Não se iludam: a China não está dando certo porque é socialista. [Ela] É socialista só no nome. A China é um capitalismo selvagem. É um capitalismo de dois séculos atrás. É o capitalismo que faziam os ingleses. Comércio com o mundo inteiro, rapidamente, sem encargo trabalhista, sem leis salariais, sem previdência, nada disso – afirmou Guedes.

Segunda maior economia do mundo, a China foi o país que mais cresceu durante a pandemia, chegando próximo de ultrapassar os Estados Unidos, que lidera o ranking econômico global. Para o ministro Guedes, o avanço chinês ocorre porque o país asiático “mergulhou” no mercado global e defendeu que a mesma postura seja adotada pelo Brasil.

– É o capitalismo selvagem; é o mergulho nos mercados globais, com muita competência, com muita eficiência. [Agora] 3,7 bilhões eurasianos estão saindo da miséria, porque mergulharam na economia global. Enquanto estavam no socialismo, existia miséria e fome na China. Quando entraram nos mercados globais, nunca tanta gente saiu da miséria naquela parte do mundo. E nós, de cá, hesitando – criticou.

Leia também1 Paraná: Morre, aos 60 anos, o ator Jairo Lourenço
2 Moro congratula Mendonça: 'Que fortaleça o combate à corrupção'
3 Saiba o que dizem as fabricantes de vacina sobre a Ômicron
4 TCU cria nova regra que impede posse de líder do governo
5 Homem armado ameaça se matar diante da sede da ONU

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.