Leia também:
X Petrobras e Vale batem recorde ao pagar dividendos de R$ 136 bi

Governo reduz impostos sobre importação de absorventes

Medida deve possibilitar a redução do preço do item

Paulo Moura - 20/11/2021 09h28

Absorvente Foto: Agência Brasil/Marcello Casal Jr.

O Comitê Executivo de Gestão da Câmara de Comércio Exterior (Gecex/Camex) reduziu de 12% para 10% a alíquota do imposto de importação sobre o absorvente e também sobre fraldas infantis. A decisão foi publicada no Diário Oficial da União desta sexta-feira (19).

O Ministério da Economia, ao qual a Camex é vinculada, afirmou que a medida possibilitará a queda do preço de compra do item para consumidores finais. Ainda de acordo o ministério, também será reduzida de 8% para 7% a alíquota do imposto de importação sobre o produto químico que é um dos principais insumos desses dois itens.

– Além do potencial impacto positivo sobre o preço de bens com peso relevante no orçamento das famílias, como é o caso de fraldas e absorventes, essa medida vai contribuir com o Programa de Proteção e Promoção da Saúde Menstrual, instituído pela Lei n° 14.214/2021 – destaca a secretária executiva da Camex, Ana Paula Repezza.

A lei citada por Ana Paula foi sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro em outubro, mas virou alvo de opositores após ele vetar a entrega gratuita de absorventes para públicos vulneráveis, como estudantes de baixa renda. Na ocasião, o presidente justificou que o veto foi determinado em razão da falta da indicação de uma fonte de custeio.

*Com informações AE

Leia também1 Em live com Bolsonaro, Frias diz que "bagunça" na Ancine acabou
2 Cubana conta que foi estuprada por Maradona aos 16 anos
3 Gilmar e Lewandowski votam por desbloquear bens de Lula
4 Petrobras e Vale batem recorde ao pagar dividendos de R$ 136 bi
5 Veja fotos do eclipse lunar parcial mais longo do século

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.