Leia também:
X STF: Fux fala em vigilância suprema em prol das eleições

Governo quer acelerar votação da PEC dos benefícios na Câmara

Ideia é anexar o texto a outra PEC que já tramita na Casa

Henrique Gimenes - 01/07/2022 15h31 | atualizado em 01/07/2022 16h07

Plenário da Câmara dos Deputados Foto: Câmara dos Deputados/Pablo Valadares

Após o Senado aprovar a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que amplia benefícios sociais, o governo pretende trabalhar para que o texto passe rapidamente pela Câmara dos Deputados. Em um vídeo publicado nas redes sociais, o líder do governo na Câmara, Ricardo Barros (PP-PR), disse que a ideia é anexar o texto a outra PEC que tramita na Casa.

Com isso, seria possível votar as duas PECs antes do recesso parlamentar.

– Queremos somar os dois textos já votados no Senado e votá-los sem alteração na Câmara, mandando à promulgação. Esse é o caminho para entregar o mais breve possível os benefícios que a população espera nesse momento de crise. Vamos trabalhar duro para votar antes do recesso – afirmou Barros.

Pelas regras da Câmara, uma PEC precisa passar pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e depois por uma comissão especial com pelo menos dez sessões de discussão no plenário. Depois disso, o texto precisa passar por dois turnos de votação.

Com a anexação do texto a outra PEC, o texto poderia ser votado diretamente no plenário.

Leia também1 STF: Rosa Weber dá 10 dias para Bolsonaro explicar teto do ICMS
2 Novo deve ingressar com ação no STF contra PEC dos benefícios
3 Rio reduz ICMS sobre gasolina, que vai para R$ 6,61
4 Mourão condena Guimarães: "Na parte moral, falhou. Falhou feio"
5 EUA: Brasileiros são indiciados por fraude com criptomoedas

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.